12º. Concurso do Espumante Brasileiro tem participação de mais vinícolas e recorde de amostras

0

Garibaldi (RS) – Desde 2001, quando foi realizada a primeira edição do Concurso do Espumante Brasileiro, o número de amostras inscritas não parou de crescer, assim como as vinícolas. Num aumento contínuo, o evento acaba de bater novo recorde confirmando a inscrição de 425 amostras de 93 vinícolas de seis estados (Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo), além do Distrito Federal. O concurso será realizado de 13 a 15 de outubro na Capital do Espumante Brasileiro, em Garibaldi (RS), numa realização da Associação Brasileira de Enologia.

O incremento no número de espumantes foi de 13%, mostrando a representatividade e a aposta do setor vitivinícola brasileiro no produto. Com expectativa superada, agora a ABE intensifica os trabalhos para a degustação, que seguirá normas internacionais estabelecidas pela Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV). As sessões serão realizadas às cegas no Centro de Eventos do Hotel Dall’Onder SKI com a participação de mais de 45 técnicos, entre eles enólogos, sommeliers e jornalistas especializados, divididos em seis júris.

Para o presidente da ABE, enólogo André Gasperin, depois de ter superado os números de 2019, agora a expectativa se volta para a qualidade dos espumantes. “A evolução do espumante brasileiro vem surpreendendo os jurados a cada edição. Esperamos que este ano esta constatação se repita ao final do evento”, destaca. Na edição passada, 125 espumantes foram premiados com notas superiores a 88 pontos.

Fotos: Jeferson Soldi

Destes, 14 conquistaram Grande Medalha de Ouro superando os 92 pontos. “O Concurso do Espumante Brasileiro é uma janela para o mundo, expõe nossos melhores espumantes tanto no mercado interno, quanto externo, sendo referência de pesquisa para quem busca apreciar rótulos diferenciados”, complementa o presidente.

O concurso avalia espumantes naturais, provenientes de uvas vitis viníferas, obtidos a partir dos diferentes métodos, que estejam sendo comercializados normalmente pelas empresas nas categorias: espumantes de segunda fermentação (charmat e tradicional) e espumantes de primeira fermentação (moscatéis). Serão premiados os espumantes melhores classificados por categoria, respeitando o limite de 30% dos inscritos conforme normas internacionais.

(*) Com informações da ABE

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta