A ‘explosão’ do espumante brasileiro: bebida conquista 14 Grandes Medalhas de Ouro e 111 de Ouro



Última atualização: 21 de Outubro de 2019 - 10:18
0
1291

Bento Gonçalves (RS) – O espumante brasileiro ‘explodiu’, no melhor sentido da palavra. A sumidade da bebida é incontestável no mundo inteiro. A produção nacional, hoje em 18 milhões de litros por ano, conforme dados da Uvibra, vem crescendo cerca de 10% a cada safra e o reconhecimento faz parte de uma rotina diária. O 11º Concurso do Espumante Brasileiro, realizado de 16 a 18 de outubro pela Associação Brasileira de Enologia (ABE), reflete esta realidade ao conceder 14 Grandes Medalhas de Ouro e 111 Medalhas de Ouro para espumantes de 54 vinícolas de sete estados brasileiros, num desempenho recorde de pontuação avalizado por 52 jurados entre enólogos, sommeliers, médico, jornalistas e wine influencers.

 

O Concurso – o maior de todos – não apenas cresceu no número de amostras, que nesta edição foi 20% maior que a de 2017, chegando a 376 espumantes de 89 vinícolas, como também evoluiu na qualidade. Prova disso, é que todos os 125 espumantes premiados atingiram notas superiores a 88. Os 14 espumantes que conquistaram Grande Medalha de Ouro superaram os 92 pontos. “Não precisamos mais provar nada a ninguém. O espumante brasileiro é reverenciado no mundo todo pela sua qualidade e diversidade, fruto de muito trabalho do enólogo, dos viticultores, dos vinicultores. Em dois dias, degustamos quase 400 amostras que expressam os diferentes terroirs brasileiros. E para nossa felicidade, comprovamos que a qualidade está presente em cada um desses estados que estiveram representados com amostras. O Brasil dos espumantes é um continente de terroirs e o prazer e orgulho é todo nosso”, comemora o presidente da ABE, enólogo Daniel Salvador.

De forma inédita, o resultado premia amostras de todos os estados participantes: Bahia, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo, o que demonstra o alto padrão do espumante nacional. Além disso, entre os premiados estão espumantes de pequenas, médias e grandes vinícolas, numa representatividade de dar inveja. “Foi emocionante ver e ouvir os jurados batendo palmas em cada Grande Medalha de Ouro alcançada. O brasileiro, definitivamente, precisa reconhecer o seu espumante, que é do Brasil. Valorizar o que é nosso com orgulho”, destaca Salvador.

Seguindo normas internacionais regidas pela Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV) e pela União Internacional de Enólogos (UIOE), o concurso avaliou espumantes naturais, provenientes de uvas vitis viníferas, obtidos a partir dos diferentes métodos, que estejam sendo comercializados normalmente pelas empresas nas categorias: espumantes de segunda fermentação (charmat e tradicional) e espumantes de primeira fermentação (moscatéis). A entrega da premiação ocorreu na noite desta sexta-feira, 18 de outubro, no CTG Sentinela da Serra, integrando a programação da Fenachamp, em Garibaldi.

PRÊMIO DESTAQUE SABRE DE OURO

O 11º Concurso do Espumante Brasileiro seguiu o formato da edição anterior, prevendo uma distinção especial concedida a espumantes que se sobressaíram em suas categorias. O objetivo é exaltar ainda mais a produção nacional. O Sabre de Ouro foi entregue a seis espumantes, um em cada categoria. Para isso, ao final do concurso, foi realizada uma degustação de preferência entre os produtos que conquistaram Medalha de Ouro e melhores medianas, a fim de destacar a preferência dos jurados.

DESTAQUES SABRE DE OURO

Destaque Sabre de Ouro – Categoria Espumante Branco Charmat

Aurora Procedências Espumante Brut Chardonnay – Cooperativa Vinícola Aurora

Destaque Sabre de Ouro – Categoria Espumante Branco Tradicional

Franco Italiano Cuvee Espumante Extra Brut – Vinícola Franco Italiano

Destaque Sabre de Ouro – Categoria Espumante Rosé Charmat

Ponto Nero Cult Brut Rosé – Domno do Brasil Ind. e Com. de Bebidas

Destaque Sabre de Ouro – Categoria Espumante Rosé Tradicional

Cave Amadeu Espumante Brut Rosé – Vinícola Geisse

Destaque Sabre de Ouro – Categoria Espumante Moscatel

Courmayeur Espumante Moscatel Rosé – Courmayeur do Brasil Vinhos

Destaque Sabre de Ouro – Categoria Espumante Nature

Valmarino Espumante Nature Sur Lie 2015 – Estabelecimento Vinícola Valmarino

GRANDE MEDALHA DE OURO

Casa Valduga 130 Blanc de Blanc

Casa Valduga 130 Brut

Cave Amadeu Espumante Brut

Chandon Passion

Gazzaro Espumante Moscatel Rosé

Gran Legado Espumante Moscatel

Íride Miolo Espumante Nature 2009

Miolo Cuvée Tradition Espumante Brut Rosé

Miolo Millésime Espumante Brut 2015

Perini Método Tradicional Espumante Brut

Valmarino & Churchill Espumante Extra Brut 2015

Valmarino Espumante Brut Tradicional – IP Pinto Bandeira 2016

Valmarino Espumante Nature 2013

Zanotto Espumante Moscatel

CLIQUE AQUI PARA TER ACESSO AO RESULTADO COMPLETO EM ANEXO

O JÚRI

1 André Gasperin Presidente de Júri
2 Carlos Abarzúa Presidente de Júri
3 Delto Garibaldi Presidente de Júri
4 Dirceu Scottá Presidente de Júri
5 Gilberto Pedrucci Presidente de Júri
6 Mauro Celso Zanus Presidente de Júri
7 Ademir Brandelli Enólogo
8 Alejandro Cardozo Enólogo
9 Alexandra Aranovich Blogueira e Sommelier
10 Anderson Schmitz Enólogo
11 André Donatti Enólogo
12 André Mallmann Sommelier
13 Andreia Debon Jornalista e sommelier
14 Anna Kath Jornalista e blogueira
15 Antonio Czarnobay Enólogo
16 Augusto Salvador Enólogo
17 Avelino Zanetti Filho Enólogo
18 Carlos Reni Zanus Enólogo
19 Cedenir  Fortunatti Enólogo
20 Claudia Alberici Stefenon Enóloga
21 Daniel Dalla Valle Enólogo
22 Deise Tempass Enóloga
23 Diego Adami Jornalista e blogueiro
24 Diego Bertolini Sommelier
25 Elenir Cesca Enólogo
26 Fabiano Demoliner Enólogo
27 Felipe Machado Jornalista e sommelier
28 Fernanda Tonini Enóloga
29 Flavio Pizzato Enólogo
30 Flavio Zilio Enólogo
31 Gabriel Carissimi Enólogo
32 Gilberto Simonaggio Enólogo
33 Jefferson s. Nunes Eng. Agrônomo
34 Jorge Cattani Enólogo
35 José Venturini Enólogo
36 Leandro Baena Médico, sommelier e wine influencer
37 Leandro Santini Enólogo
38 Luiz Renato Pozza Enólogo
39 Magnos Basso Enólogo
40 Maicon Zanella Enólogo
41 Marcelo Copello Jornalista
42 Marco Salton Enólogo
43 Marcos Vian Enólogo
44 Maria Amélia Flores Enóloga
45 Mauro Cingolani Chef de Cozinha
46 Néa Silveira Sommelier
47 Neuri Bruschi Enólogo
48 Orestes Andrade Junior Jornalista e Sommelier
49 Paulo Greca Jornalista
50 Philippe Mével Enólogo
51 Raquel Konrad Jornalista e sommelier
52 Sergio De Costa Enólogo
53 Tania Nogueira Jornalista e sommelier
54 Thomas Bolzan Enólogo
55 Tiago Lazzarotto Enólogo
56 Vanderlei Gazzi Enólogo
57 Vanessa Stefani Pasquali Enóloga
58 Vinicius Santiago Sommelier

 

RETROSPECTIVA

Edição

Amostras

Vinícolas

Data Presidente Cidade
52 25 25 e 26 de Julho de 2001 Cleber Andrade Bento Gonçalves
68 29 04 a 08 de Novembro de 2002 Gilberto Pedrucci Bento Gonçalves
100 38 07 a 09 de Outubro de 2003 Antônio Czarnobay Garibaldi
120 45 25 a 27 de Julho de 2005 Carlos Abarzua Garibaldi
144 50 11 e 12 de Setembro de 2007

 

(*) Com informações da Associação Brasileira de Enologia (ABE)

Comentários

Comentários

Deixar uma resposta