A LGPD vai proibir a utilização dos dados dos clientes?

0

“A LGPD não proíbe a utilização dos dados pessoais, ela regula, orienta como devem ser tratados”. 

Jamais. Quem poderá fazer essa restrição, será o dono dos dados, ou seja, o usuário, o titular.

Há ainda muitas dúvidas sobre a LGPD, especulações de proibição disso ou daquilo…

Na verdade, é preciso esclarecer que a lei não irá proibir, mas, sim, regulamentar como esses dados devem ser tratados (usados). Com o foco em Cyber Segurança e em devolver para o usuário o direito de ele saber o motivo da utilização dos seus dados, haverá possibilidade de autorização para o uso e (ou) compartilhamento, além da opção de solicitação para delatar os dados da base de determinada empresa.

Vejamos: ao entrar em uma loja para efetuar uma compra, hoje, pede-se tanta informação para um cadastro. Será que você realmente precisa fornecer todas essas informações?

Por diversas vezes, entramos nos sites e clicamos em “aceitar”quando nos deparamos com a política de privacidade, sem ao menos ler como nossos dados serão utilizados e com quem aquela empresa irá compartilhá-los.

A lei vem nos devolver esse poder sobre nossos dados, oferecendo-nos a possibilidade de inibir e (ou) impedir o recebimento de ligações sem fim, oferecendo serviços. Ligações essas que ocorrem sem ao menos sabermos como conseguiram nossos dados.

A LGPD não irá impedir o compartilhamento de dados entre as empresas, ela dá ao usuário esse poder de dizer como seus dados poderão ser utilizados. Saber se a empresa à qual está fornecendo seus dados realmente se importa com a proteção de dados dos seus clientes será um grandioso diferencial de qualidade e segurança para todos os integrantes da sociedade.

As Empresas que se adequam à LGPD, além de aumentar a proteção e privacidade dos seus dados e de seus clientes, terá um grande diferencial no mercado, quando irá tomar a decisão de ficar mais adequada à LGPD?

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta