Abicalçados organiza missão empresarial para prospecção de negócios nos Emirados Árabes

0

São Paulo – De 22 a 26 de maio, representantes do Footwear irão realizar uma missão prospectiva nos Emirados Árabes Unidos. O objetivo é delinear as estratégias comerciais do setor calçadista brasileiro para aquele país. O programa é desenvolvido pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) e pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Roberta Ramos, gestora de projeto da Abicalçados, explica que a missão faz parte do trabalho de abertura de mercado realizado pelo Brazilian Footwear. Primeiramente, o programa encomendou um estudo para saber a percepção sobre o calçado brasileiro entre os consumidores dos Emirados. A viagem é o segundo passo deste trabalho. “A ideia [da missão] é confirmar [in loco] as informações que surgiram no estudo e montar a estratégia de promoção comercial do segundo semestre”, conta.

A pesquisa, divulgada no final de março e noticiada pela ANBA, mostrou que há marcas brasileiras bem conhecidas nos Emirados, como West Coast, Dumond e Havaianas, por exemplo, e que a maioria dos consumidores locais que tiveram experiências com os calçados nacionais estava satisfeita.

“Vamos ver se é melhor participar de feiras, montar showrooms. Com a missão, a gente define a estratégia”, diz Ramos. A missão será formada por quatro participantes, três da Abicalçados e um da Apex. Na agenda do grupo estão reuniões com uma empresa de relações públicas, para trabalhar a imagem dos produtos brasileiros no país, além de encontros com empresas de logística, distribuição, consultoria e compradores de calçados.

“Vamos fazer também uma visita guiada ao varejo de Dubai e Abu Dhabi. Queremos ver que tipo de ponto de venda é ideal para o nosso produto”, aponta a executiva.

Atualmente, 130 empresas do Brazilian Footwear exportam para os Emirados Árabes. Apesar do grande número, apenas 0,7% dos calçados importados pelo país do Golfo são brasileiros. No primeiro trimestre deste ano, os Emirados compraram US$ 5 milhões em calçados brasileiros, 25% a menos do que no mesmo período de 2015.

Por outro lado, o valor médio pago pelos calçados brasileiros nos Emirados é mais alto que o montante pago pelo resto do mundo. Enquanto o calçado nacional é exportado ao mundo por uma média de US$ 8,00 o par, para os Emirados o valor sobe para US$ 12,00.

Segundo Ramos, isso se deve ao tipo de calçado que o Brasil exporta à nação do Golfo. “Quase 50% das exportações para lá são de calçados de couro”, aponta a gestora da Abicalçados. Ela diz ainda que há grande interesse das marcas nacionais de calçados masculinos em atuar naquele mercado.

Para ela, com diversas marcas já atuando no país árabe, é importante que o Brasil possa se estabelecer como uma indústria e uma marca forte ali dentro. “Já temos muitas marcas estabelecidas lá. É um mercado que a gente entende que é importante trabalharmos. Queremos ver como trabalhar como uma marca única, como indústria brasileira”, avalia.

Os Emirados são um dos países-alvo do atual convênio da Abicalçados com a Apex, iniciado em 2015. Na última sexta-feira (15), o país também foi confirmado como mercado de interesse para o convênio de 2017-2018 do Brazilian Footwear. O novo convênio inclui ainda França, Reino Unido, Estados Unidos, Colômbia, China e Hong Kong.

Fonte: ANBA

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta