Abracomex mostra como adaptar produtos em um processo de internacionalização de empresas

0
323

Última atualização:

Vitória (ES) – O Brasil é um grande exportador de mercadorias e commodities para todo o mundo, o sucesso não fica somente no setor do agronegócio, e outros insumos, já conquistaram o gosto dos estrangeiros.

Mas para começar a exportar para outros países, não basta apenas identificar potenciais compradores e dominar técnicas de negociação, os produtos, principalmente, precisam passar por intensas adaptações, e alguns fatores devem ser levados em consideração antes de começar o seu planejamento de internacionalização.

Se você está pensando em internacionalizar os seus produtos e não sabe por onde começar, o professor da Abracomex João Alfredo Nyegray, que atua há mais de 10 anos neste setor, vai contar um pouco mais sobre a internacionalização de produtos brasileiros. Confira.

Abracomex mostra como adaptar produtos em um processo de internacionalização de empresas
João Alfredo Nyegray – Professor da Abracomex

O que quer dizer adaptar um produto para internacionalização?

Quer dizer modificar o produto original para atender as necessidades do mercado de destino. Essas necessidades de adaptação podem ser tanto coisas mais simples, quanto o idioma da caixa, embalagem ou manual; ou mais complexas envolvendo cores, símbolos ou ingredientes. 

Qual tipo de adaptação é mais importante?

Depende muito do gênero do produto. Por exemplo, o Brasil vende muita proteína animal para países muçulmanos. Para conseguir entrar naqueles mercados, foi necessária a adaptação do abate dos animais, para seguir os preceitos religiosos do Islã. De outro lado, existe a adaptação de nome e marca. Aquilo que tem um significado em português brasileiro, pode ter um significado completamente distinto no português de Portugal. O mesmo vale para as centenas de outros idiomas distintos. Nesse ponto, é essencial o auxílio de profissionais ou de uma consultoria local. 

O que os países estrangeiros mais levam em consideração na hora de importar produtos brasileiros?

Novamente, depende do gênero. Em algumas situações, nosso preço é imbatível, como no caso dos produtos primários (açúcar, soja, carne). Em outros, a brasilidade fala mais alto. É uma das explicações para o sucesso dos cosméticos, roupas e têxteis brasileiros no exterior.

Quais tipos de produtos são menos burocráticos para serem exportados?

Tradicionalmente, os manufaturados, pois não necessitam de tantas certificações quanto os produtos in natura. 

Qual mercado internacional tem melhor aceitação aos produtos brasileiros?

As carnes brasileiras são muito aceitas nos países árabes, como mencionei. De outro lado, os cosméticos daqui ou com ingredientes e elementos que remetem a nosso país são bem aceitos na Europa e América do Norte, mas tudo depende.

Qual empresa brasileira fez sucesso lá fora ao adaptar seus produtos?

A Miolo Wine Group, produtora de vinhos da Serra Gaúcha, criou uma linha especial de vinhos para o Reino Unido em 2009. Esses produtos diferenciam-se pelos rótulos e pelo nome: Alísios. Deu tão certo que em 2012 os vinhos da vinícola foram escolhidos como os oficiais das Olimpíadas de Londres. 

E você leitor, se interessou sobre a internacionalização de produtos e quer saber por onde começar para ter clientes fora do Brasil também? A Abracomex está oferecendo esta aula sobre Análise do Ambiente  Internacional de Negócios, 100% gratuita para os leitores deste veículo.

(*) Com informações da Abracomex

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta