AEB promove Enaex 2022 em novembro com aposta no comércio exterior como caminho para o crescimento do País

0

Rio de Janeiro – A pauta de exportações brasileiras apresentou uma queda na participação de produtos manufaturados muito significativa, da ordem de 50%. No ano 2000, do volume total, 59,07% eram de manufaturados. Esse número foi sendo reduzido até chegarmos ao ano passado com o menor patamar desde 1975: 27,35%. A razão é o custo-Brasil que só pode ser eliminado com reformas estruturais, investimentos em infraestrutura e privatizações bem executadas, entre outras ações.  

“É como se o Brasil tivesse voltado cinco décadas, um retrocesso imenso que representa prejuízo para toda a economia. Se nada for feito, podemos manter e até ampliar os percentuais de exportações de commodities, o que é muito bom, mas vamos desprezar oportunidades de gerar empregos mais qualificados e abrir novas frentes de negócios com países desenvolvidos, entre outros benefícios de exportar produtos com alto valor agregado”, atesta José Augusto de Castro, presidente executivo da AEB.

O 41º Enaex será realizado em formato virtual e gratuito. A programação contará com dezenas de palestras de especialistas nas áreas pública, privada e acadêmica. A edição do ano passado – também realizada em ambiente online – contou com 15 painéis e pronunciamentos ao vivo; 4.500 visitas e quase 10 mil visualizações de conteúdo dos 10 estandes de patrocinadores; mais de 7.200 acessos à plenária principal; e mais de 3 mil visitas aos oito workshops da Câmara AEB de Mediação de Conflitos (CAAEB). O evento contou com público de todas as regiões do Brasil e de outros 25 países.

 

História do Enaex 

Realizado desde 1972, o Encontro Nacional de Comércio Exterior (Enaex) é o maior fórum de reflexão sobre comércio exterior no Brasil que proporciona condições adequadas para o debate de propostas objetivas e a interação entre o empresariado e autoridades governamentais, visando à adoção de políticas e ações em favor da expansão da inserção competitiva e sustentável do Brasil no mercado internacional.

O Enaex reúne diferentes segmentos com atuação no comércio exterior brasileiro para discutir estratégias destinadas a seu fortalecimento, analisando, debatendo e propondo ações para eliminar entraves que reduzem a competitividade dos nossos produtos e serviços, tais como logística, sistema tributário, burocracia, acesso a mercados, custos financeiros, entre outros.

O público é formado por dirigentes empresariais e de entidades de classe, autoridades do governo federal, exportadores e importadores de mercadorias e serviços, além de profissionais de outros segmentos do comércio exterior e estudantes universitários.

(*) Com informações da AEB

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta