África acumula saldo de US$ 644 milhões no comércio com o Brasil no primeiro trimestre do ano

0
167

Última atualização:

 Da Redação

Brasília – Os países da África acumulam superávit de US$ 644 milhões no comércio com o Brasil no primeiro trimestre de 2013 e, mantido esse ritmo, poderão registrar este ano um saldo ainda maior que os US$ 2,054 bilhões de superávit do ano passado, quando a África foi responsável por um dos maiores deficits na balança comercial brasileira.

De janeiro a março,  tanto as exportações brasileiras quanto as vendas africanas tiveram desempenho praticamente idêntico àquele registrado em igual período de 2012. As exportações brasileiras, no montante de US$ 2,612 bilhões, tiveram uma queda de 1,61%. Do outro lado, as exportações dos países africanos apresentaram uma ligeira elevação de 1,65%, somando US$ 3,256 bilhões.

Déficit com a Nigéria

 

Principal parceiro comercial do Brasil na África –devido às exportações de petróleo-, a Nigéria tem sido nos últimos anos um dos países com os quais o Brasil vem acumulando sucessivos e importantes saldos negativos na balança comercial.

No primeiro trimestre deste ano, as exportações nigerianas para o Brasil atingiram a cifra de US$ 1,848 bilhão (com alta de 3,72% em comparação com o mesmo período de 2012), enquanto as vendas brasileiras para o mercado nigeriano somaram modestos US$ 218 milhões, com uma retração de 17,98% se comparadas com idêntico período do ano passado.

Seminário

O intercâmbio comercial brasileiro-africano será um dos temas do Seminário “Relações África-Brasil”, a ser realizado em Brasília no dia 23 de Maio. O evento está sendo organizado pelas embaixadas dos países africanos em Brasília em colaboração com os Ministérios das Relações Exteriores e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. O Seminário contará ainda com o apoio do jornal Valor Económico. Entre os participantes destaca-se o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta