Apex-Brasil inaugura escritório na sede da FIEPA em Belém do Pará para atender estados da Região Norte

0
426

Última atualização:

Brasília – A Região Norte do Brasil conta agora com um importante ponto de apoio para a promoção de sua economia no exterior, com a inauguração em Belém (PA) do Escritório Regional da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), que atenderá os estados do Pará, Amapá, Tocantins, Amazonas, Acre, Rondônia e Roraima. A unidade foi oficialmente aberta nesta segunda-feira (2/3) e está localizada em uma sala na sede da Federação das Indústrias do Estado do Pará (FIEPA).

Participaram da cerimônia o presidente da Apex-Brasil, Sergio Segovia; o presidente da FIEPA, José Conrado Santos; o diretor de Gestão Corporativa da Apex-Brasil, Edervaldo Teixeira Filho; e o titular da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia, Iran Lima. Na ocasião, houve uma explanação sobre a participação do Brasil na Exposição Universal de Dubai (Expo Dubai 2020), organizada pela Agência.

“Tradicionalmente, os escritórios da Agência funcionavam apenas como balcões de atendimento. Uma evolução que trazemos agora é que vamos ter também uma visão mais estratégica para aquela região, como, por exemplo, as definições de quais setores devemos priorizar e apoiar na promoção comercial e na atração de investimentos”, explica Sergio Segovia.

Segundo o presidente da FIEPA, José Conrado Santos, o escritório da Apex-Brasil instalado na FIEPA é voltado para atender a todo o setor produtivo do nosso estado. “Este escritório que instalamos hoje aqui é voltado para atender não apenas a indústria, mas também o comércio, o setor de serviços, turismo, enfim, todo o setor produtivo do Pará e toda a Região Norte do País. Nós, há muito tempo trabalhamos no sentido de fortalecer sempre as nossas exportações, afinal o Pará é um dos estados que mais contribuem para a balança comercial brasileira e agora, juntamente com a Apex-Brasil e com o Governo do Estado, precisamos focar nos pequenos empresários da região para atender o mercado internacional”, explicou o presidente da Federação.

A nova unidade tem como objetivo implementar o planejamento estratégico da Apex-Brasil nos estados da Região Norte. O analista de negócios Essio Lanfredi foi selecionado após processo seletivo interno entre os colaboradores da Agência para ser o representante da Apex-Brasil em Belém.

O escritório também ajudará a organizar e promover eventos de negócios e conteúdo em toda a Região Norte, bem como fornecerá informações estratégicas de mercado baseadas nos estudos de inteligência de mercado produzidas pela Apex-Brasil. No ano passado, a Agência produziu um estudo de oportunidades para Rondônia (clique aqui para baixar). Para 2020, já existe a previsão de lançamento de novos estudos para o Acre (março), Amazonas (maio) e Pará (setembro).

Qualificação para exportação

Outro importante instrumento de apoio para as empresas da Região Norte são os núcleos do Programa de Qualificação para a Exportação (PEIEX), localizados em Belém (PA), Macapá (AP), Palmas (TO), Porto Velho (RO) e Rio Branco (AC). Boa Vista (RR) e Manaus (AM) devem iniciar suas atividades até o final do mês de março.

A capacitação oferecida pelo PEIEX tem a duração média de 40 horas. Neste período, as empresas recebem atendimento local de um técnico e orientação sobre requisitos gerenciais para a exportação. O programa envolve também a participação de empresas na 1ª Ação de Exportação (treinamento com comerciais exportadoras para simular rodadas de negócios). Uma vez qualificada, a empresa poderá aderir ao portfólio de promoção comercial coordenado pela Apex-Brasil.

Para oferecer um atendimento totalmente focado na necessidade do participante, a Apex-Brasil realizará visitas para identificar o potencial exportador da empresa e avaliar o nível de preparo do negócio para o comércio exterior. Com base nas informações levantadas, é feito um diagnóstico da maturidade exportadora da empresa e construído um plano de trabalho voltado à qualificação para exportar.

A Apex-Brasil realiza o PEIEX em 23 estados e no Distrito Federal, com Núcleos Operacionais instalados em parceria com Instituições de Ensino, Federações de Indústria e Fundações de Amparo à Pesquisa cobrindo aproximadamente 1.200 municípios. Em 2019, foram atendidas mais de 3.700 empresas em todo o Brasil. Desse total, 74% estão na categoria de micro e pequenas empresas, e trabalham com produtos e/ou serviços de 61 diferentes setores. O segmento com maior número de empresas é o de alimentos e bebidas, seguido de têxtil e confecção, máquinas e equipamentos, móveis e cosméticos.

Exportações paraenses

Em 2019, as exportações do Pará totalizaram US$ 17,8 bilhões, o que representou um crescimento de 14,6% em relação aos dados de 2018. Com uma participação de 7,9% nas exportações totais do Brasil em 2019, o estado é o 5º no ranking das Unidades da Federação com maior valor exportado.

O principal produto exportado pelo Pará foi “minério de ferro”, que representou 65% das vendas externas do estado em 2019 (US$ 11,6 bilhões) e 51,4% do valor de todo minério de ferro comercializado pelo Brasil no mesmo período, o que torna o estado o principal exportador do produto no País. O segundo item mais vendido pelos paraenses para o exterior foi o minério de cobre (10% das exportações), seguido por óxidos e hidróxidos de alumínio (7,1%) e soja triturada (3%).

O principal destino das exportações paraenses é a China (49,7%), em 2019, com um crescimento de 18,4% em relação a 2018. Em seguida, aparecem Malásia (7,7%), Japão (3,9%) e Noruega (3,2%).

Contatos da Apex-Brasil – Escritório Pará

Telefone: 91-4009-4323

E-mail: apexbrasil@apexbrasil.com.br

www.apexbrasil.com.br

(*) Com informações da Apex-Brasil

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta