Apex-Brasil lança PEIEX em Belém para estimular atividades exportadoras das empresas do Pará

0
365

Belém –  Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) lançou nesta segunda-feira (16), em Belém, o Projeto Extensão Industrial Exportadora (PEIEX), programa de capacitação de empresas para a exportação. O lançamento contou com o apoio da Federação das Indústrias do Estado do Pará (Fiepa) e foi realizado no auditório Albano Franco, na própria Fiepa.

O PEIEX vai trabalhar, inicialmente, com 146 empresas de pequeno e médio portes nas áreas de alimentos e bebidas, tecnologia, cosméticos e móveis, que terão acesso a diagnóstico de produtos e serviços, gratuitamente, a fim de apresentar soluções para a melhoria de seu desempenho competitivo.

Na fase de diagnóstico, o empresário recebe um relatório que identifica as forças competitivas da empresa e as áreas que necessitam de aprimoramento. O programa também promove a implementação das melhorias necessárias.

No Pará, o PEIEX será realizado em parceria com a Fundação de Ciência e Tecnologia Guamá (Fundação Guamá) e terá o apoio da Fiepa. O investimento será de R$ 1 milhão para o período de dois anos, sendo 70% do valor aportado pela Apex-Brasil e 30% pela Fundação Guamá.

Ao longo desse período, 146 empresas serão preparadas para participar do comércio exterior. Uma vez habilitadas, passam para uma segunda fase, podendo ser atendidas no âmbito dos Projetos Setoriais que a Apex-Brasil executa em parceria com entidades representativas de mais de 80 setores da economia brasileira.

Projeto Brasil Trade

Além do PEIEX, acontece no dia 16, na Fiepa, a Rodada de Negócios Brasil Trade cujo objetivo é impulsionar as exportações de micro, pequenas e médias empresas. A ação envolve 36 empresas paraenses, iniciantes na atividade exportadora, que se reunirão com representantes de seis empresas comercias exportadoras.

A ação irá otimizar a venda de produtos brasileiros a partir do estabelecimento de pontes entre micro e pequenas empresas e empresas comerciais exportadora. A iniciativa permite que as pequenas empresas se preocupem apenas em produzir, e as comercias exportadoras apenas em exportar. Ou seja, uma dinâmica que traz muito mais benefícios para os envolvidos, e coloca os produtos brasileiros em vitrines, prateleiras ou gôndolas de todo o mundo.

Balança comercial do Pará

As exportações do estado do Pará apresentaram queda de 27,96% no ano de 2015, comparado a 2014. Também as importações apresentaram retração, de 2,22%. O acumulado do primeiro quadrimestre de 2016 seguem apresentando queda de 18,88% quando comparado ao ano anterior. Os principais destinos de exportação do estado são China, Japão, Canadá, Alemanha, Noruega Malásia e Estados Unidos, sendo os produtos que lideram o ranking de vendas minérios, alumina, bauxita e ferroniquel, aparecendo também itens como carne bovina, pimenta, madeira e soja.

No Pará 95 empresas já participam dos projetos setoriais da Apex-Brasil, sendo que 15 já exportam para 61 diferentes destinos. Em 2015, o valor total comercializado por essas empresas foi de U$ 150,7 milhões, o que representou 37% do total de exportações da região Norte, no âmbito das ações da Agência.

Fonte: Apex-Brasil

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta