Apex-Brasil leva 33 empresas nacionais para maior feira mundial de petróleo e gás nos EUA

0

Brasilia – Empresas brasileiras terão a oportunidade de fazer negócios, expor produtos e serviços e expandir suas soluções para mais de 100 países na maior feira de petróleo e gás do mundo, a Offshore Technology Conference (OTC). O evento acontece anualmente em Houston, no estado do Texas, nos Estados Unidos, entre os dias 16 e 19 de agosto. A presença das companhias brasileiras tornou-se possível graças ao apoio da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Este ano, a conferência acontece em formato híbrido, contando com atividades tanto presenciais quanto virtuais. Das mais de 30 empresas brasileiras que deverão participar do evento, 23 o farão presencialmente. Cada uma terá à sua disposição estandes individuais e uma área institucional, além do catálogo digital para a OTC 2021, o Brasil Business Match (BBM), organizados pela Apex-Brasil, oportunizará a prospecção e o agendamento de reuniões com players. O BBM é uma ferramenta digital que irá facilitar a prospecção e o agendamento de reuniões com players norte-americanos.

Para a Analista da Gerência de Indústria e Serviços da Apex-Brasil, Mariele Christ, Houston é um importante centro mundial de decisões no setor de óleo e gás e congrega uma gama de prestadores de serviços e operadoras do setor, além de ser sede da OTC. “Desde 2006, apoiamos empresas brasileiras a participarem na OTC junto a parceiros do setor e, desde 2018, somos os principais responsáveis pelo Pavilhão Brasil na OTC”. Temos muitos casos de empresas que consolidaram diversas parcerias e concretizaram negócios por meio da feira, o que nos motiva a acreditar no potencial brasileiro para o setor e a oferecer cada vez mais oportunidades para que as empresas brasileiras mostrem ao mundo o que há de melhor na cadeia de suprimentos de petróleo e gás “made in Brasil”, explica.

O objetivo da OTC é proporcionar aos profissionais de energia um encontro para troca de ideias e de opiniões para o avanço do conhecimento científico e técnico para recursos offshore e questões ambientais. Na última edição do evento, realizada em 2019, mais de 60 mil pessoas passaram pelos pavilhões, que contaram com 2.300 expositores de mais de 40 países.

A Apex-Brasil lidera o Pavilhão Brasil, uma importante “vitrine” para as empresas brasileiras e instituições do setor desenvolverem parcerias internacionais, tanto no que se refere a novos negócios quanto para ampliar os investimentos no Brasil. O analista da Coordenação de Investimentos da Apex-Brasil, Carlos Eduardo Padilla Costa, explica que a representação do Brasil em feiras como a de Houston fortalece a imagem do País para a atração de investidores estrangeiros e o situa como um ator relevante para o setor.

“Este ano contaremos com empresas que apresentarão suas soluções inovadoras ao mundo, além de uma delegação liderada pelo Ministério das Minas e Energia, que fará contatos de alto nível para divulgar os leilões de petróleo e gás que ocorrerão no Brasil no segundo semestre de 2021″, destaca Padilla.

A startup de tecnologia em O&G The Insight participará pela primeira vez da feira de Houston, e a expectativa é que o evento seja a porta de entrada para a internacionalização. No mercado desde 2014, com foco nos mercados de O&G, Mineração e Energia, a empresa tem sede em Santa Catarina e uma filial no Rio de Janeiro. Investe seu conhecimento nas melhores soluções em Inteligência Artificial para O&G. 

“Nossa principal entrega é o aumento da eficiência e da economia”, explica o CEO da The Insight, Francisco Lisboa. “É uma satisfação e uma grande expectativa participar do pavilhão brasileiro da maior feira de O&G do mundo, por meio do apoio da Apex-Brasil, que está sempre atuante na intenção de oportunizar negócios de empresas brasileiras com outros países”, comemora. “Nosso planejamento prevê a internacionalização a partir de Houston. Vamos conhecer melhor a cidade, o estado do Texas e aumentar o relacionamento com o ambiente de O&G americano”, conta Lisboa.

Já o diretor executivo da Nova SMAR S/A, Ricardo Argolo, é um veterano na OTC, participa da feira de Houston desde 2019, e considera o evento uma vitrine de oportunidades para a exposição do portfólio de produtos, serviços e soluções tecnológicas para instrumentação, automação e controle.

“O evento nos proporciona estar sempre visíveis e ao alcance do mercado. Por isso, temos dobrado a cada ano a nossa participação mundial neste segmento. Nossa presença na OTC 2021 é a continuidade de um trabalho que nos levará a um crescimento muito mais intenso nos próximos anos”, frisa Argolo.

Fundada em 1974, com sede em Sertãozinho (SP), atualmente, a marca possui 31 patentes nos Estados Unidos, exporta sensores, transmissores e outros instrumentos para controlar processos produtivos para mais de 54 países. A Nova SMAR S/A gera 280 empregos diretos, 30 deles dedicados à inovação. “A participação da SMAR na Offshore Technology Conference criou condições para firmar um contrato com uma grande empresa de petróleo na Argélia, na ordem de 3 milhões de dólares”, festeja.

(*) Com informações da Apex-Brasil

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta