Apex projeta qualificar 200 empresas do ES com nova etapa do programa de capacitação para exportação

0

Brasília – As empresas capixabas com potencial exportador já podem acessar o Programa de Qualificação para Exportação (PEIEX), que inicia uma nova etapa no Espírito Santo. A iniciativa é da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e será executada no estado pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação (FAPES), em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento. Para oficializar o início e a expansão do trabalho de capacitação no estado, o presidente da Apex-Brasil, Sergio Segovia, estará com o Governador Renato Casagrande, no Palácio Anchieta, no próximo dia 6 de fevereiro.

O Núcleo Operacional do PEIEX já está operando em Vitória, mas as empresas capixabas podem contar, também, com o apoio de outros dois polos de atendimento: em Linhares, com foco no atendimento a empresas localizadas na região norte do estado, e outro em Cachoeiro do Itapemirim, voltado às empresas da região sul. O PEIEX é um serviço totalmente gratuito e oferece atendimento customizado in loco, participação em oficinas de qualificação e rodadas de negócios.

“Entre 2015 e 2018 foi realizado o primeiro ciclo do PEIEX na região. Foram capacitadas 146 empresas. Nesta nova etapa, com a distribuição dos novos polos de atendimento, a Apex-Brasil ampliará sua abrangência de atuação para novos municípios, contribuindo para o fortalecimento da capacidade econômica do estado”, afirma o presidente da Apex-Brasil, Sergio Segovia.

O subsecretário de Estado de Atração de Investimentos e Negócios Internacionais e coordenador do PEIEX-ES, Gabriel Feitosa, destaca a importância da permanência do Programa de Exportação para o Governo do Estado. “Com o intuito de promover o mercado internacional no Espírito Santo, o PEIEX tem o objetivo estratégico de diversificar a economia capixaba. Além disso, nós acreditamos que por meio da habilitação de novos empresários no processo de exportação, podemos melhorar a cultura exportadora capixaba e, consequentemente, aumentar a complexidade econômica”, diz.

Já o secretário de Estado de Desenvolvimento, Marcos Kneip, afirma que o PEIEX-ES é uma importante ferramenta para o crescimento internacional das empresas capixabas. “Atualmente, 98% do setor empresarial do Estado é formado por micro e pequenas empresas que, com a ajuda do PEIEX-ES, terão uma porta aberta junto ao mercado internacional. É um nicho importantíssimo a ser explorado e tenho certeza que esta é mais uma ferramenta para alavancar oportunidades ao setor produtivo, gerando o crescimento das empresas, e maior número de empregos”.

A expectativa da Agência é que o PEIEX no Espírito Santo qualifique, em um período de 24 meses, 200 empresas para atuarem de forma competitiva no mercado externo. O programa visa atender empresas brasileiras não exportadoras ou iniciantes que atuam nos diversos setores da economia. A equipe de extensionistas da FAPES já iniciou atendimento a empresas de rochas, celulose, máquinas e equipamentos, alimentos e bebidas, cosméticos, madeira e móveis, têxtil e moda. Outros setores poderão aderir ao Programa de Qualificação.

Qualificação

A capacitação oferecida pelo PEIEX tem a duração média de 40 horas. Nesse período, as empresas receberão atendimento local de um técnico e orientação sobre requisitos gerenciais para a exportação. O programa envolve também a participação da empresa em Oficinas de Competitividade (cursos presenciais de curta duração sobre temas relevantes para a exportação) e na 1ª Ação de Exportação (rodadas de negócios orientativas, promovidas com comerciais exportadoras). Uma vez qualificada, a empresa poderá aderir ao portfólio de promoção comercial, coordenado pela Apex-Brasil.

Para oferecer um atendimento totalmente focado na necessidade do participante, a Apex-Brasil realizará visitas para identificar o potencial exportador da empresa e avaliar o nível de preparo do negócio para o comércio exterior. Com base nas informações levantadas, será feito um diagnóstico da maturidade exportadora da empresa e, após análise, será construído um plano de trabalho voltado à qualificação para exportar.

A Apex-Brasil realiza o PEIEX em 23 estados e no Distrito Federal, com Núcleos Operacionais instalados em parceria com Instituições de Ensino, Federações de Indústria e Fundações de Amparo à Pesquisa, cobrindo aproximadamente 1.200 municípios. Em 2019, foram atendidas mais de 3.000 empresas em todo o País. Desse total, 74% estão na categoria de micro e pequenas empresas e trabalham com produtos e/ou serviços de 61 diferentes setores. O segmento com maior número de empresas é o de alimentos e bebidas, seguido de têxtil e confecção, máquinas e equipamentos, móveis e cosméticos.

Perfil exportador

Em 2019, as exportações do Espírito Santo totalizaram US$ 8,8 bilhões, o que representou queda de 0,7% em relação aos dados de 2018. Com uma participação de 3,9% nas exportações totais do Brasil em 2019, o Espírito Santo é o 9º no ranking das Unidades da Federação com maior valor exportado. O principal produto exportado pelo ES foi “minério de ferro”, com 23% das exportações em 2019 (US$ 2 bilhões), o que representa 9% do valor de todo minério de ferro exportado pelo Brasil em 2019.

O segundo produto mais exportado foi do segmento “plataformas de petróleo”, com 17% das exportações, seguido por “produtos semimanufaturados de ferro ou aços” (12%), “óleos brutos de petróleo” (12%), “celulose” (6,8%), “café cru em grão” (6,1%), “produtos laminados planos de ferro ou aços” (6%), “obras de mármore e granito” (5,5%) e “demais produtos manufaturados” (3%).

O principal mercado para as exportações capixabas é os Estados Unidos (EUA), com 28% em 2019, que representou uma queda de 10% em relação a 2018. Em seguida, os principais destinos foram: Países Baixos (Holanda) com 22%, China (5,7%) e Índia (4%). Em relação aos destinos, o perfil das exportações do ES é marcado pela significativa diversificação, tanto em países, quanto em regiões, sendo relevantes as participações de todos os continentes.

(*) Com informações da Apex-Brasil

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta