Balança comercial inicia o mês de abril com superávit de US$ 311 milhões

0
168

Última atualização:

Brasília  –  Graças à redução de expressivos 66,6% com os gastos nas importações de combustíveis, a balança comercial brasileira iniciou o mês de abril com um saldo positivo de US$ 311 milhões na primeira semana do mês (1°a 7), com cinco dias úteis. No período, a corrente de comércio brasileira (soma das exportações e importações) foi de US$ 9,219 bilhões, com média diária de US$ 1,843 bilhões, com um superávit médio de US$ 62,2 milhões por dia útil.  Entretanto, no ano, a balança comercial registra déficit de US$ 4,845 bilhões (média diária de US$ 74,5 milhões.

As vendas brasileiras ao mercado externo foram de US$ 4,765 bilhões (média diária de US$ 953 milhões). Pela média, houve retração de 2,6% em relação ao resultado do mês de abril de 2012 (US$ 978,3 milhões).

Para produtos manufaturados, neste comparativo, houve queda de 6,7%, por conta de aviões, óleos combustíveis, medicamentos, pneumáticos, motores e geradores, partes de motores para veículos, polímeros plásticos, e autopeças. Entre os básicos (-1,1%), a redução foi mais significativa nas vendas de petróleo em bruto, trigo em grãos, algodão em bruto, bovinos vivos, fumo e folhas, e café em grãos. Por outro lado, cresceram os embarques de produtos semimanufaturados (0,5%), em razão, principalmente, de catodos de cobre, ouro em formas semimanufaturadas e açúcar em bruto.

Na comparação com março deste ano (US$ 966 milhões), a média diária das exportações caiu 1,3%, devido à diminuição das vendas de produtos semimanufaturados (-13,6%) e manufaturados (-14,4%), enquanto cresceram as de básicos (12,2%).

As aquisições no exterior, na primeira semana de abril, foram de US$ 4,454 bilhões (média de US$ 890,8 milhões). No comparativo com abril de 2012 (US$ 934,4 milhões), a média recrudesceu 4,7% e diminuíram as importações, principalmente, de combustíveis e lubrificantes (-66,6%), cobre e suas obras (-22,6%), cereais produtos de moagem (-7,8%), e siderúrgicos (-2,7%).

Em relação à média de março deste ano (US$ 958 milhões), houve queda de 4,7% nos gastos, principalmente, para combustíveis e lubrificantes (-57%), cereais e produtos de moagem (-35,4%), e siderúrgicos (-3%).

Ano

De janeiro até a primeira semana de abril, a balança comercial registra déficit de US$ 4,845 bilhões (média diária de US$ 74,5 milhões). Nos 65 dias úteis de 2013, a corrente de comércio somou US$ 116,047 bilhões (média diária de US$ 1,785 bilhão), com incremento de 4,2% sobre a média do mesmo período do ano passado (US$ 1,713 bilhão).

No acumulado do ano, as exportações alcançaram US$ 55,601 bilhões (média de US$ 855,4 milhões), resultado 2% abaixo ao verificado no período correspondente de 2012, que teve média diária de US$ 872,5 milhões. O desempenho anual acumulado das importações está 10,6% maior em relação ao ano passado (média diária de US$ 840,7 milhões). Em 2013, as importações chegam a US$ 60,446 bilhões (média diária de US$ 929,9 milhões).

Acesse a nota completa sobre o resultado semanal


Fonte:
Assessoria de Comunicação Social do MDIC

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta