Brasil voa alto em outubro e malha aérea internacional atinge 98,32% da capacidade de 2019 com 4.690 voos realizados no mês

0

Brasília – A conectividade do Brasil com o mundo está cada vez maior e, em outubro de 2022, atingiu 98,32% da capacidade no mesmo mês de 2019. Com 4.690 voos, este é o maior volume apresentado pela malha aérea internacional brasileira após o período de fechamento de fronteiras e demais restrições impostas pela pandemia de Covid-19.

A nova quantidade de desembarques mensais no Brasil configura um acréscimo de 10,42% em relação ao mês de setembro, e de 17,93% comparado ao mês de outubro de 2021. “A Embratur segue empenhada nas negociações para aumentar nossa conectividade com o mundo e estamos colhendo resultados. A Agência realiza reuniões constantes com companhias aéreas mundiais, além de sempre abordar a importância desse tema durante as ações internacionais e, também por isso, já temos o praticamente o mesmo número de voos do que o período pré-pandemia”, afirma o presidente da Embratur, Silvio Nascimento.

Nas duas últimas feiras internacionais com presença da Embratur, por exemplo, houve anúncio de novos voos. Na New York International Travel Show (NYITS), realizada em outubro, Embratur, Azul e Gol confirmaram a retomada de cinco voos diretos entre Manaus e os Estados Unidos. A Azul começa a operar três voos semanais de ida e volta entre a capital do Amazonas e Fort Lauderdale, na Flórida, a partir de 15 de dezembro, enquanto a Gol terá dois voos por semana, também de ida e volta, mas a partir de 17 de dezembro.

Já em Londres, durante a World Travel Market (WTM), a LATAM anunciou novos voos ligando o país à África do Sul, a partir de julho de 2023, em cerimônia dentro do estande da Embratur. A rota será operada em três voos semanais de cerca de nove horas de duração, ligando as cidades de São Paulo e Joanesburgo.

De acordo com a Gerência de Inteligência Competitiva e Mercadológica do Turismo da Embratur, somente de janeiro a outubro de 2022, 87 novos voos entraram em operação e outras 111 frequências foram adicionadas à relação. Ainda conforme dados da Gerência, até julho de 2023, a previsão é que a malha seja incrementada com 78 novos voos e 82 frequências adicionais.

Argentina e Portugal em destaque

A Argentina, historicamente o maior emissor de turistas ao Brasil, foi um dos países que puxou a conectividade para cima. Pela primeira vez desde 2019, superou a marca de 1 mil voos no mesmo mês, com 1.049 desembarques no país: Buenos Aires (979), Córdoba (22), Mendoza (31), Bariloche (4) e Salta (13).

Outro destaque da malha aérea internacional brasileira em outubro foi Portugal. O país europeu superou os Estados Unidos e figurou na segunda posição do ranking de chegadas ao Brasil, com 642 voos saindo de duas cidades: Lisboa (593) e Porto (49). Já os EUA enviaram ao Brasil 624 voos, com origem de nove cidades distintas.

(*)  Com informações da Embratur

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta