CASA BRASIL Nova York: 65 empresas brasileiras do setor de Casa e Construção vão apresentar 144 produtos nos EUA

1

Brasília – Para impulsionar a internacionalização dos produtos brasileiros de alto padrão do segmento de Casa e Construção, a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil), em parceria com a Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário (Abimóvel), realiza, a partir desta quarta-feira (11) até dia 25 de maio a CASA BRASIL Nova York, com produtos brasileiros de mobiliário, revestimento, cerâmica, arte e decoração.

O evento será em formato de exposição, em que 144 peças serão expostas sob o conceito “Brasil in Natura, terra adentro”, no bairro SoHo, núcleo de tendências em design e butiques de grife na cidade americana. No Brasil, entre abril de 2020 e março de 2021, o faturamento deste setor cresceu em franquias e o mercado teve alta de 19,6%.

O objetivo do evento é evidenciar o que está na essência do mobiliário brasileiro aliado à indústria: sustentabilidade, diversidade de matérias-primas e sofisticação. A aposta é incluir o Brasil entre os principais exportadores do segmento. Atualmente, o País é o 6º maior produtor mundial, com US$ 421,24 milhões de peças produzidas em 2021, e ocupa a 28ª posição no ranking global de exportação.

As cadeias que extraem matérias-primas no Brasil seguem padrões ambientais rígidos, como Código Florestal Brasileiro, e as próprias empresas e marcas priorizam os processos sustentáveis. Com base em iniciativas anteriores, a expectativa é que a CASA BRASIL Nova York gere US$ 16,5 milhões em negócios imediatos e nos 12 meses seguintes”.

A curadoria foi realizada pela designer e presidente da Associação de Designers de Produto, Natasha Schlobach, e o espaço contará com uma estrutura robusta e diversa, tanto para receber visitantes quanto para a realização de diferentes atividades com participação das 65 empresas selecionadas. Entre elas, o estudiobola de São Paulo, que, com coleções e linhas e design autoral, já atua há 20 anos no mercado e destaca sua participação na exposição como estratégica.

“Estamos em um momento da empresa em que é de extrema relevância essa oportunidade da CASA BRASIL Nova York. Essa semana, lançamos nossa coleção nova e estaremos expondo uma das peças lá. Além disso, estamos no processo de abrir duas operações nos Estados Unidos: uma loja em Nova York e outra em Miami. Então, quando fomos selecionados através do projeto da ApexBrasil e da Abimóvel, ficamos muito felizes, porque é uma forma de fazer contato, conhecer compradores e posicionar nossa marca”, conta a head de marketing da empresa, Débora Torquato.

A exposição também é estratégica por acontecer simultaneamente à programação da The International Contemporary Furniture Fair (ICFF), evento do segmento que as empresas brasileiras também poderão visitar no The Jacob Javits Convention Center. Com 250 expositores de 25 países, a feira é a maior plataforma da América do Norte para design de móveis contemporâneos. E contará com estandes de sete empresas brasileiras.

A ampla oportunidade é observada pelo diretor de desenvolvimento da mmcité BR, que inclui a multinacional tcheca mmcité e estará na missão comercial em Nova York pela primeira vez, como um forte canal para conquistar novos compradores na América Central e na América do Norte.

 “Nossa produção nacional é em São Bento do Sul (SC), mas temos a sucursal em Charlotte, na Carolina do Norte. A nossa participação no CASA BRASIL Nova York é fundamental para reencontrar parceiros e clientes nos Estados Unidos, consolidar esses vínculos, e conquistar novos não só nos EUA, mas também na América Central, uma vez que a programação da ICFF recebe gente de todo o mundo” diz.

 

Diferentes setores representados 

Em 2021, foi organizado o “Espaço Brasil em NY”, pela ApexBrasil e Abimóvel, com participação de mais de 20 empresas brasileiras em Nova York.  A missão movimentou mais de US$ 10,7 milhões entre negócios imediatos e prospectados para os próximos 12 meses, a partir de 775 reuniões com compradores internacionais qualificados dos Estados Unidos, Canadá e México.

Esse ano, a missão é ainda mais abrangente, buscando potenciais compradores da América do Norte e América Central. E mais setores estarão incluídos, além dos representados por ApexBrasil e Abimóvel, uma vez que participarão entidades setoriais como a Associação Brasileira da Indústria de Iluminação (Abilux), Associação Nacional dos Fabricantes de Cerâmica para Revestimentos, Louças Sanitárias e Congêneres (Anfacer) e Centro Brasileiro de Exportadores de Rochas Ornamentais (Centrorochas).

 

O mercado dos Estados Unidos 

Os Estados Unidos são principal destino de móveis brasileiros: são responsáveis por 35,9% das exportações nacionais do setor. Entre os principais fornecedores de móveis e colchões para os Estados Unidos, o Brasil é o que pratica o menor preço médio nas exportações moveleiras, com um valor 50,3% menor que a média de preço geral.

Além disso, os Estados Unidos são um comprador estratégico, porque não aplicam tarifas aduaneiras em boa parte dos produtos que compõem o mix de móveis prontos exportados pelo Brasil. Este cenário é um grande estímulo para os exportadores brasileiros do setor aumentarem sua participação, hoje equivalente a 0,5% das compras totais dos Estados Unidos.

 

(*)  Com informações da ApexBrasil

Comentários

Comentários

1 COMMENT

  1. Parabéns a ArpexBrasil e ao Sr.Lucas Fiuza pela iniciativa, projeção e estruturação do Evento Casa Brasil NY 2022. Abraço, Celso Rubinstein (Uruaú CE)

Deixe uma resposta