CEBC lança propostas para a relação Brasil-China em evento com participação de Mourão e Tereza Cristina

0

Rio de Janeiro – Com a presença do vice-presidente da República, Hamilton Mourão, e da ministra da Agricultura, Tereza Cristina, o Conselho Empresarial Brasil-China (CEBC) lança nesta quinta-feira (14), às 10h, o documento “Sustentabilidade e Tecnologia como Bases para a Cooperação Brasil-China”, que traz propostas concretas para a relação bilateral nessas áreas.

Dividido em 11 capítulos, o texto foi elaborado por grupos de trabalho do CEBC, discutiram as propostas por um período de quatro meses, ao longo dos quais ouviram 49 especialistas em 46 reuniões. O documento estará disponível na página do CEBC (cebc.org.br) a partir das 7h de amanhã.

A China é o maior destino das exportações brasileiras, em particular as do agronegócio. Dos dez principais produtos exportados pelo Brasil, sete têm por destino o país asiático. O CEBC acredita que a sustentabilidade estará cada vez mais no centro da relação bilateral, o que abre novas oportunidades de negócios e cooperação.

Tecnologia, inovação e integração financeira são as outras áreas contempladas pelas propostas do CEBC. A China emergiu em anos recentes como um dos líderes em inovações digitais que definirão a dinâmica das economias globais, como 5G, blockchain, inteligência artificial e internet das coisas. O CEBC considera estratégico o aprofundamento da cooperação bilateral nessas áreas, tendo por objetivo a modernização da capacidade produtiva brasileira.

Refletindo a complexidade da relação Brasil-China, o documento traz não apenas sugestões de políticas públicas para o governo federal, mas apresenta propostas a serem implementadas por instâncias estaduais e municipais, pelo setor privado e por instituições de pesquisa e ensino. Sua divulgação antecede a VI Reunião da Comissão Sino-Brasileira de Alto Nível de Concentração e Cooperação (COSBAN), que o Brasil sediará no início de 2022. A expectativa do CEBC é que muitas das propostas sirvam de subsídios para as discussões e negociações bilaterais, com a construção de novas pontes de cooperação entre os dois países.

Vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão/ Foto: Romério Cunha

O evento será aberto por Mourão, Tereza Cristina, o secretário-geral do Itamaraty, embaixador Fernando Simas Magalhães, e o presidente do CEBC, embaixador Luiz Augusto de Castro Neves. Mourão é o presidente da COSBAN, enquanto Magalhães é o secretário-executivo. Em seguida, haverá dois painéis para discussão das propostas.

Ministra da Agricultura, Tereza Cristina/ Foto: Carlos Silva /MAPA

Intitulado “Sustentabilidade e Oportunidades da Agenda de Baixo Carbono”, o primeiro será moderado pela diretora de Relações Internacionais da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), Lígia Dutra, e terá a participação de Fernando Camargo, secretário de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação do Ministério da Agricultura, Cristiano Teixeira, CEO da Klabin, Marcos Jank, professor de Agronegócio Global do Insper e membro do Comitê Consultivo do CEBC, Thatyanne Gasparotto, diretora da Climate Bonds Initiative para a América Latina, e Letícia Kawanami, gerente de Sustentabilidade Global da Suzano.

O segundo painel, “Tecnologia, Inovação e Integração Financeira”, será moderado por Marcos Caramuru, ex-embaixador do Brasil na China. Participação da discussão João Rossi, secretário especial adjunto de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia, Jorge Arbache, professor de Economia da Universidade de Brasília e membro do Comitê Consultivo do CEBC, Tatiana Rosito, consultora sênior do Novo Banco de Desenvolvimento e membro do Comitê Consultivo do CEBC, Cecília Machado, economista-chefe do Banco BOCOM BBM, e In Hsieh, especialista em tecnologia e fundador da Chinnovation. O programa completo está abaixo.

Inscrições: https://bit.ly/3Dgf97x.
Caso não consiga abrir a imagem, CLIQUE AQUI

(*) Com informações do CEBC

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta