China anuncia apoio às empresas exportadoras com assistência financeira e acesso ao mercado interno

0
296

Beijing – A China apoiará  as empresas exportadoras nas vendas de produtos no mercado interno, facilitando o acesso ao mercado, expandindo os canais de vendas e fortalecendo a assistência financeira para ajudá-las a enfrentar dificuldades e estabilizar o comércio exterior.

Este ano, o país oferecerá acesso ao mercado interno para produtos originalmente fabricados para exportação apenas se atenderem a determinados padrões técnicos. O governo também simplificará os procedimentos para a certificação obrigatória dos produtos relevantes, de acordo com uma diretriz emitida pelo Conselho de Estado.

As empresas serão incentivadas a fabricar produtos para exportação e vendas internas na mesma linha de produção, com os mesmos padrões e com a mesma qualidade, para reduzir custos de produção e facilitar a transformação comercial.

Serão estabelecidas plataformas de vendas internas para as empresas por meio de criar zonas de produtos para exportação em festivais de compras online e organizar promoções nas principais ruas comerciais. Facilitar as compras diretas por grandes empresas comerciais no país e atrair compradores internos nas principais feiras são medidas adicionais que serão tomadas, segundo a diretriz.

Esforços serão feitos para conectar as empresas exportadoras à nova infraestrutura e às novas iniciativas de urbanização do país, bem como aos grandes projetos. Isso ajudará as empresas a aprimorar inovações colaborativas na cadeia industrial, ajustar a estrutura industrial e acelerar atualizações tecnológicas.

A diretriz enfatizou medidas para ajudar as empresas a desenvolver produtos internos comercializáveis, criar suas próprias marcas, fazer pleno uso de novos modos de negócios e abraçar a integração de desenvolvimento online e offline para atender à demanda de atualizações do consumo no país.

Para intensificar a assistência financeira às empresas exportadoras, as instituições financeiras são incentivadas a melhorar os serviços de financiamento da cadeia de suprimentos e fortalecer o suporte de crédito operacional para as empresas.

(*) Com informações da Agência Xinhua

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta