China expande produção e exportação de suprimentos médicos para combate ao coronavírus

0
167

Última atualização:

Beijing- A China está expandindo as exportações de suprimentos médicos para ajudar na luta global contra a doença do novo coronavírus (COVID-19) com o aumento da capacidade de produção que basicamente atende à demanda doméstica, anunciaram as autoridades nesta quarta-feira (8).

Até domingo, a capacidade diária de produção de roupas de proteção médica superou 1,5 milhão e a de máscaras faciais N95 ultrapassou 3,4 milhões, disse Cao Xuejun, funcionária do Ministério da Indústria e Informatização (MIIT, em inglês), em uma coletiva de imprensa.

Até meados de março, a produção de roupas de proteção e máscaras faciais médicas era de mais de 842 mil e 1,8 milhão, respectivamente, mostraram dados anteriores.

As principais empresas rastreadas pelo ministério podem produzir 290 mil óculos de proteção e coberturas faciais e mais de 410 mil termômetros infravermelhos diariamente, revelou Cao.

As empresas chinesas forneceram 18 mil respiradores para outros países, entre os quais mais de 4 mil são invasivos, segundo Cao.

China expande produção e exportação de suprimentos médicos para combate ao coronavírusA capacidade de produção semanal de respiradores invasivos da China, um dos dispositivos médicos mais procurados em meio à epidemia, ficou em cerca de 2.200 unidades, dado o fornecimento suficiente de peças-chave, menos de um quinto da capacidade global, disse Chen Kelong, outro funcionário do MIIT.

Os desafios permanecem para as empresas chinesas aumentarem significativamente a produção de respiradores, tanto agora quanto no longo prazo, devido às interrupções na cadeia de fornecimento causadas pela epidemia, disse Chen.

A China havia exportado 3,86 bilhões de máscaras faciais, 37,52 milhões de roupas de proteção, 2,41 milhões de termômetros infravermelhos até sábado a partir de 1º de março.

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta