China oferece curso online sobre pequenas e médias empresas (PMEs) chinesas aos países de língua portuguesa

0

São Paulo – O Centro de Promoção do Desenvolvimento das Pequenas e Médias Empresas da China, com apoio do Consulado Geral da China no Rio de Janeiro, deram início no último dia 24 de maio a um curso de formação e informação sobre as pequenas e médias empresas chinesas, voltado para instituições, empresas e empresários dos países de língua portuguesa. O curso se estenderá até o dia 6 de junho, quando será realizada a cerimônia de formatura dos participantes.

O programa é parte da política de cooperação da China para o mercado externo e a entidade responsável é o Centro de Promoção do Desenvolvimento das Pequenas e Médias Empresas da China (o Centro), o Grupo China Trade Center, além de diversas entidades brasileiras. Representantes de Angola, Moçambique e Portugal e do Brasil participam do treinamento.

O objetivo principal do treinamento é fazer com que os participantes dos países lusófonos entendam o modelo de desenvolvimento e as experiências das PMEs chinesas, tornando-os aptos a estabelecer um sistema mais sólido e com o intuito de melhorar a capacidade de autodesenvolvimento das pequenas e médias empresas em seus países.

Os organizadores destacam que o curso fornece ferramentas para que os participantes alcancem o objetivo proposto, ao disponibilizar o acesso a conhecimentos práticos de como a China obteve sucesso no desenvolvimento das PMEs. O país possui cerca de 80 milhões de empresas, das quais 99,6% fazem parte desta categoria.

É importante ressaltar que as PMEs chinesas contribuem com mais de 50% das receitas fiscais da China e são responsáveis por 80% dos postos de trabalhos nas cidades e vilas do país. Por fim, o curso oferece subsídios para elevar o nível de tomada de decisões de seus participantes, nas esferas públicas ou privadas.

“A oportunidade de participar do curso foi oferecida pelo Consulado Geral da República Popular da China no Rio de Janeiro. O Cônsul Comercial, Sr. Xu Yuansheng, e sua equipe fizeram o convite a diversas entidades governamentais, além de Câmaras e Associações. Esse esforço se insere no contexto do trabalho de alto nível que o cônsul e sua equipe têm realizado visando uma maior  aproximação das entidades e empresas do Brasil e da China durante a pandemia.

Por outro lado, o China Trade Center foi contatado e se colocou à disposição para convidar entidades relevantes de São Paulo e de outros estados, como a ACIF Franca, Sebrae SP, Sebrae RO e a FIESC e outros parceiros do CTC, como José Ricardo dos Santos Luz Júnior, CEO do Lide China, Arthur Guimarães e Lara Cordeiro da Câmara Internacional de Negócios, que também participam do programa, segundo informa Henrique Reis Gerente de Relaçoes Internacionais do Grupo China Trade Center.

A versão original do treinamento é presencial e voltada aos executivos e gestores das esferas pública e privada. Tradicionalmente, acontece em Pequim, através de um intercâmbio que envolve uma combinação de palestras especiais e visitas técnicas, mas , este ano, devido à pandemia, está sendo oferecido no formato digital com aulas online ao vivo.

Desde 2004 até o final de 2020, o Centro realizou com êxito 111 programas de treinamento de cooperação externa e convidou 2.920 participantes de cerca de 120 países da Ásia, África, Europa, América Latina, Caribe e Pacífico Sul para irem à China para o treinamento. A instituição organizou também treinamentos para organizações internacionais como a Organização de Cooperação de Shanghai, ASEAN e Liga Árabe.

O corpo docente é formado por renomados especialistas, entre eles acadêmicos, membros de ministérios, institutos de pesquisa científica, chefes de organizações que prestam serviços às PMEs e empresários. Todos os oradores possuem título de destaque e uma rica experiência prática, tanto no mercado chinês como no exterior.

Fundado em em 1986, o Centro é uma entidade pública filiada ao Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação da China. Responde pela organização de serviços para PMEs e lidera a construção do sistema nacional de serviços para a categoria.

Suas principais missões são: pesquisar e analisar o desenvolvimento das PMEs na China e no exterior, fazer recomendações aos departamentos governamentais, organizar e implementar programas de cooperação intergovernamentais de âmbitos bilaterais e multilaterais que envolvem o desenvolvimento das PMEs.

“Sem dúvida, esse treinamento é muito importante para todos os participantes,  e em especial para as entidades representadas. Não apenas pelo seu conteúdo,  que, seguramente, é uma importante fonte de conhecimento, mas sobretudo pela convicção assegurada de que através dele mais portas de cooperação serão abertas no futuro” concluiu Henrique Reis.

Imagem: Divulgação

(*) Com informações do China Trade Center

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta