China pede que EUA não abusem da força e defende moderação para conter escalada no Oriente Médio

0
360

Última atualização:

Beijing- A China exige que os Estados Unidos não abusem da força e pede que as partes relevantes ajam com moderação para prevenir uma escalada espiral no Oriente Médio e na região do Golfo, disse nesta segunda-feira o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Geng Shuang.

Geng fez a observação em uma coletiva de imprensa regular em resposta a comentários sobre a situação atual na região, já que as tensões nas relações EUA-Irã estão escalando. Os EUA declararam que já têm 52 alvos iranianos na mira, que serão atingidos caso o Irã ataque qualquer americano ou ativo americano. O Irã declarou que cerca de 35 alvos dos EUA na região estão dentro de alcance.

“A piora das tensões no Oriente Médio e região do Golfo é a última coisa que alguém quer ver. Garantir a paz e a estabilidade na região é de importância vital para o mundo inteiro”, disse Geng.

As políticas de poder estão sempre ressentidas e têm vida curta, disse ele, acrescentando que o aventureirismo militar dos EUA vai contra as normas básicas que governam as relações internacionais e agrava as tensões e a turbulência na região.

“Instamos que os EUA não abusem da força e pedimos que as partes relevantes ajam com moderação para prevenir um agravamento espiral. Esforços devem ser feitos para reiniciar o diálogo e a consulta o mais rápido possível para acalmar as tensões”, acrescentou o porta-voz.

A China continuará defendendo uma posição objetiva e justa e tendo um papel construtivo na manutenção da paz e segurança no Oriente Médio e região do Golfo, afirmou ele.

(*) Com informações da Xinhua

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta