China registra déficit de cerca de US$ 10 bilhões no comércio internacional de serviços no primeiro bimestre do ano

0

Beijing – A China continuou registrando déficit no comércio internacional de serviços nos dois primeiros meses de 2022, mostraram dados da Administração Estatal de Divisas nesta quinta-feira.

As exportações de comércio de serviços ficaram em 411 bilhões de yuans (US$ 64,6 bilhões) durante o período janeiro-fevereiro, enquanto as importações chegaram a 485,9 bilhões de yuans, resultando em um deficit de 74,9 bilhões de yuans (aproximadamente US$ 10 bilhões)

Ao contrário do comércio de mercadorias, o comércio de serviços refere-se à venda e entrega de produtos intangíveis como transporte, turismo, telecomunicações, construção, publicidade, computação e contabilidade.

Nos dois primeiros meses de 2021, a China registrou um superávit de 548,3 bilhões de yuans no comércio internacional de mercadorias. O comércio internacional total de bens e serviços foi de 6,81 trilhões de yuans, um aumento anual de 15%.

(*)  Com informações da Agência Xinhua

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta