CNI abre inscrições para participação na maior feira de alimentos e bebidas em Nova York

0

Brasília – O Summer Fancy Food Show é a maior feira de alimentos e bebidas da América do Norte e é dedicada exclusivamente ao segmento “especialidades”. Este ano, o evento será realizado no Javits Center, em Nova York, entre os dias 12 e 14 de junho. A Confederação Nacional da Indústria (CNI), em parceria com a Apex-Brasil, vai liderar uma missão comercial para empresários brasileiros do ramo que querem conhecer o mercado e fechar negócios. Quer saber o que você pode encontrar numa feira como essa? A Agência de Notícias da Indústria selecionou algumas peculiaridades. Confira:

 

Comidas típicas à vontade

O foco é conectar pessoalmente marcas e produtores de todo país e do mundo, mas além das negociações, os participantes podem vivenciar a experiência completa. O show é onde você vê, cheira, prova e experimenta comidas especiais de todo planeta.

 

Compradores selecionados

A feira é estritamente B2B, por isso todos os participantes são avaliados para garantir que você se conecte com compradores e distribuidores ativos que estão lá para realizar negócios. Para expor, você deve ser um membro qualificado pela Summer Fancy Food em situação regular.

 

Programação educacional

Fancy Food Show apresenta seminários educacionais e palestras de líderes do setor abordando as últimas tendências, inovações de ponta e negócios de alimentos especiais.

Novos modelos para vendas e distribuição; Estado da indústria alimentar especializada; Marketing em um mundo constante mudança: como manter sua marca relevante são alguns dos assuntos que já constam na programação.

 

Quer participar da próxima edição?

A CNI, por meio da Rede de Centros Internacionais de Negócios (Rede CIN), vai liderar uma missão comercial para empresários brasileiros do setor que tem interesse em conhecer o mercado internacional. As inscrições para participar estão abertas até o dia 20 de maio.

As empresas participarão de visitas guiadas à feira; seminário técnico sobre como fazer negócios com o mercado americano, especificamente no setor de alimentos; e visitas técnicas a empresas selecionadas e entidades parceiras e órgãos oficiais.

 

(*)  Com informações da CNI

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta