Comércio Brasil-EUA bate recordes históricos e totaliza US$ 19 bilhões no primeiro trimestre de 2022

0

Da Redação (*)

Brasília – O intercâmbio comercial entre o Brasil e os Estados Unidos alcançou cifras  recordes da série histórica no primeiro trimestre deste ano, período em que a corrente de comércio (exportação+importação) totalizou US$ 19,028 bilhões. Nos três primeiros meses do ano, o Brasil exportou bens no total de US$ 7,593 bilhões (com uma alta de 35,9% comparativamente ao mesmo período de 2021)  e importou US$ 11,434 bilhões em produtos americanos (variação de+43,2% em relação ao primeiro trimestre do ano passado).

A balança comercial proporcionou aos Estados Unidos um superávit no valor de US$ 3,84 bilhões. Os dados constam do Monitor do Comércio Brasil-EUA elaborado pela Amcham Brasil e divulgado hoje (18).

De acordo com o Monitor, as exportações brasileiras cresceram 35,9%, atingindo o valor inédito de US$ 7,6 bilhões no trimestre, alavancadas pelos embarques de produtos semiacabados, lingotes etc (US$1,030 bilhão); petróleo (US$ 843 milhões);café não torrado (US$ 453 milhões); ferro gusa (US$ 283 milhões); e madeira parcialmente trabalhada (US$ 268 milhões).

O desempenho positivo no 1° trimestre reforça a projeção da Amcham de crescimento e novo recorde no comércio bilateral para o ano de 2022.

Do lado americano, foi registrado um aumento de 43,2% nas vendas ao Brasil e as exportações também alcançaram uma cifra recorde, da ordem de US$ 11,4 bilhões. O grande destaque ficou por conta do aumento de 263,9%  nas importações de gás natural.

Os principais produtos exportados pelos Estados  Unidos para o Brasil foram óleos combustíveis (US$ 2,1 bilhões); gás natural (US$ 2,1 bilhões); motores e máquinas não-elétricos (US$1,007 bilhão); demais produtos da indústria de transformação (US$ 411 milhões) e carvão (US$ 373 milhões).

(*)  Com informações da Amcham Brasil

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta