Comércio com o Irã segue em forte alta e gera saldo de US$ 544 milhões no primeiro trimestre

0

Da Redação

Brasília –  O fluxo de comércio entre o Brasil e o Irã segue trajetória de alta e nos três primeiros meses do ano as exportações brasileiras tiveram um aumento de 24,5% para US$ 573 milhões. Nesse período, as vendas iranianas para o Brasil, apesar de terem crescido 1.732,49%, totalizaram pouco mais de US$ 29 milhões. No mês de março, as exportações brasileiras tiveram uma alta de 32,04% e os embarques iranianos deram um salto de 46,28%.

No primeiro trimestre de 2017, a balança comercial bilateral proporcionou ao Brasil um superávit de US$ 544 milhões. Os dados são do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC).

As exportações brasileiras cresceram em todas as categorias por fator agregado. As vendas de produtos básicos tiveram um aumento de 4,8% e geraram uma receita de US$ 472 milhões, correspondentes a 82,3% das vendas totais para o mercado iraniano. Em relação aos semimanufaturados, o crescimento atingiu o elevado percentual de 1.468% para US$ 78 milhões. Em relação aos produtos manufaturados, responsáveis por pouco mais de 4% das exportações para o irã, foi registrada uma alta de 364,9% e a receita somou US$ 24 milhões.

A pauta exportadora para o Irã teve como destaque o milho em grãos que, apesar da queda de 21,9% totalizou US$ 214 milhões e foi responsável por 37% de todo o volume exportado para o mercado iraniano. Outros produtos importantes nas exportações para o Irã foram carne bovina, no total de US$ 121 milhões (alta de 556,1% e participação de 21%), soja mesmo triturada no montante de US$ 82 milhões (aumento de 63,0% e participação de 14,0%) e açucar em bruto, que não foi exportado para o Irã no primeiro trimestre de 2016 e este ano gerou uma receita de US$ 77 milhões  (participação de 14% nas exportações).

Do lado iraniano, foram registrados aumentos importantes nas três categorias de produtos e o grande destaque ficou por conta dos produtos manufaturados, com alta de 7.021,2% e receita de US$ 16 milhões (participação de 55,8%). Aumento igualmente expressivo foi registrado nas exportações iranianas de bens semimanufaturados, que cresceram  1.227,5% e geraram receita no montante de US$ 12 milhões, com participação de 41,1% nas vendas iranianas para o Brasil. Em relação aos produtos básicos, as vendas iranianas totalizaram modestos US$ 692 mil e apesar da alta de 58,8%, foram responsáveis por apenas 2,42% do volume total embarcado pelo Irã para o Brasil.

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta