Comércio de serviços da China cresceu 9,4% nos primeiros oito meses de 2021 e movimentou US$ 504 bilhões

0

Beijing – O comércio de serviços da China subiu 9,4% ano a ano para 3,27 trilhões de yuans (US$ 504,21 bilhões) nos primeiros oito meses do ano, informou o Ministério do Comércio.

Do total, as exportações de serviços atingiram aproximadamente 1,55 trilhão de yuans, um aumento anual de 25,3%, já as importações ficaram em 1,72 trilhão  de yuans (aproximadamente US$ 300 bilhões), uma queda anual de 1,8%.

O país registrou uma queda acentuada no deficit comercial de serviços no período, uma vez que o crescimento das exportações de serviços superou o das importações em 27,1 pontos percentuais.

Nos primeiros oito meses, o deficit do comércio de serviços ficou em 171,67 bilhões de yuans, 515,62 bilhões de yuans a menos do que no mesmo período do ano passado, mostraram dados da pasta.

Na comparação com o mesmo período de 2019, no entanto, o comércio de serviços caiu 8,4%, com as exportações de serviços subindo 22,6% e as importações caindo 25,4%.

Em agosto, o comércio de serviços do país atingiu 462,47 bilhões de yuans, um aumento de 24,8% em relação a um ano atrás.

O comércio de serviços intensivos em conhecimento aumentou no período janeiro-agosto até atingir quase 1,48 trilhão de yuans, um aumento anual de 12%. O número representou 45,1% do total do comércio de serviços.

As exportações de serviços intensivos em conhecimento aumentaram 16% ano ao ano, para 803,82 bilhões de yuans, representando mais da metade das exportações totais de serviços, enquanto as importações de serviços intensivos em conhecimento aumentaram 7,5%, para 671,6 bilhões de yuans.

O comércio de serviços de viagens continuou a diminuir, disse o Ministério.

No período janeiro-agosto, o comércio de serviços de viagens caiu 30,1% ano a ano, para 506,48 bilhões de yuans, à medida que países ao redor do mundo continuavam a tomar medidas rigorosas para restringir o movimento transfronteiriço de pessoas.

A China tomou uma série de medidas para ampliar a abertura do setor de serviços e prometeu fazer mais esforços para promover uma maior abertura do comércio de serviços.

(*) Com informações da Agência Xinhua

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta