Coronavírus leva indústria calçadista brasileira a reduzir para 2,2% previsão de crescimento em 2020

0
618

Última atualização:

Novo Hamburgo – Diante da revisão do crescimento do PIB chinês, mundial e brasileiro para 2020, em função do avanço do Coronavírus somado a questões macroeconômicas, a Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) revisou a projeção de crescimento da indústria calçadista brasileira para o ano corrente. A estimativa do setor, que era de crescimento de 2,5% em janeiro deste ano, passou para 2,2%.

Coronavírus leva indústria calçadista brasileira a reduzir para 2,2% previsão de crescimento em 2020Segundo o presidente-executivo da entidade, Haroldo Ferreira, a revisão leva em consideração o impacto não somente do avanço do Coronavírus, especialmente na China – que divulgou uma revisão de queda de 0,4% no crescimento esperado para 2020 -, mas também na economia local e internacional, que devem diminuir o crescimento em 0,1% para 2020. “O setor calçadista brasileiro não é uma ilha, está no contexto da economia mundial”, destaca.

O dado da produção de calçados de janeiro deve ser divulgado na segunda semana de março, mas a entidade calçadista adianta que não deve ser positivo, tendo em vista a queda registrada nas exportações do primeiro mês do ano. Conforme a Abicalçados, em janeiro foram exportados 12,55 milhões de pares, pelos quais foram pagos US$ 91,5 milhões, quedas de 16,1% em volume e de 7,3% em receita em relação ao mesmo mês de 2019.

      (*) Com informações da Abicalçados

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta