Coronavírus provoca tombo de 41% nas vendas de automóveis na China no primeiro trimestre do ano

0
605

Última atualização:

Beijing – O mercado de automóveis de passageiros da China sofreu uma forte contração no primeiro trimestre de 2020, em meio à parada sem precedentes trazida pelo surto do coronavírus, mostraram os dados de uma associação industrial.

Excluindo as minivans, as vendas agregadas de veículos no primeiro trimestre caíram 41% em relação ao ano passado, para 3,01 milhões de unidades, atingindo o menor nível nos anos recentes, de acordo com a Associação de Carros de Passageiros da China (ACPC).

Os sinais de degelo gradual no mercado de automóveis apareceram, pois a maioria das lojas de varejo de automóveis, exceto certas áreas, incluindo Hubei, reiniciaram os serviços, com o número de clientes retomando em 70% ante os níveis anteriores. As vendas no varejo em abril são estimadas em 1,39 milhão de unidades, queda anual de 8%, informou a ACPC.

A associação previu que o mercado de automóveis se aquecerá em abril, em meio à esperança gerada pelos pacotes de estímulos e movimentos eficazes de contenção de vírus, mas também alertou para as incertezas causadas pela interrupção relacionada ao vírus à economia global e às cadeias de suprimentos.

A China introduziu novos incentivos e afrouxou os limites de compra de carros para estimular o mercado de automóveis.

(*) Com informações da Agência Xinhua

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta