Delegação do Irã visita a CNA em busca de informações sobre o agronegócio brasileiro

0

Brasília – A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) recebeu a visita de uma delegação do Irã, na última sexta (24), em Brasília. O objetivo foi apresentar a potencialidade do setor agropecuário brasileiro. De acordo com a Superintendente de Relações Internacionais da CNA, Lígia Dutra, a visita é fruto de aproximação que a entidade vem fazendo com as embaixadas.

“Neste ano, um dos diplomatas do Irã conheceu de perto a fruticultura no Vale do São Francisco. Isso foi positivo para o setor e para o produtor rural brasileiro”.

Lígia também afirmou que o país asiático é o quinto parceiro comercial do Brasil quando se trata de produtos do agronegócio. “Por não serem grandes produtores agrícolas, os iranianos têm uma necessidade muito grande de importar alimentos e o nosso país vem suprido essa demanda”.

Durante o encontro, o Superintendente Técnico da CNA, Bruno Lucchi, apresentou a relevância da fruticultura e da pecuária brasileira, além da capacidade do setor em exportar os produtos.

“Nós temos totais condições de atender a demanda do Irã por carnes e frutas. São mais de 30 certificadores de frutas e 150 plantas habilitadas, sendo 70 de carne bovina para este destino. A ideia é mostrar a qualidade da carne brasileira e a potencialidade de fornecer cortes nobres, como a picanha”.

Segundo o chefe da delegação, Asadollah Moeini, o Brasil é um dos parceiros comerciais mais importantes para o Irã. “Nós temos necessidade muito grande de consumo de carne bovina, milho e soja e a produção brasileira atende essa demanda”.

A delegação também conheceu a Plataforma de Qualidade CNA, ferramenta que reúne os Programas de Certificações de Raças Bovinas. O assessor técnico do Instituto CNA, Paulo Costa, explicou que esses programas contêm regras a serem cumpridas pelos produtores credenciados.
“Ao atender os requisitos estabelecidos, os cortes de carnes gerados recebem selo de certificação que garante a qualidade do produto, proporcionando ao produtor o pagamento de uma bonificação pelas carcaças certificadas”, disse Paulo.
A comitiva do Irã foi recebida na sede da CNA e durante o almoço foi servida a carne de qualidade Angus.
(*) Com informações da CNA

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta