Egito aumenta importações e torna-se o segundo maior mercado para a carne bovina brasileira

0

São Paulo – O Egito foi um dos mercados de destaque das exportações brasileiras de carne bovina em maio. De acordo com informações divulgadas nesta segunda-feira (15) pela Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec), as vendas ao país somaram US$ 66,81 milhões, um aumento de 165% sobre abril. Em relação a maio de 2014, houve um crescimento de 98,9%, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

O Egito ficou em segundo lugar entre os principais destinos da carne brasileira no mês passado, atrás apenas de Hong Kong, que importou o equivalente a US$ 86 milhões. Entre os dez maiores mercados, estão mais dois países árabes: Argélia, com compras no valor de US$ 12,5 milhões; e Emirados Árabes Unidos, com US$ 10,3 milhões.

No total, as exportações de carne bovina ao mundo árabe totalizaram US$ 108 milhões em maio, um aumento de 36,2% sobre o mesmo mês do ano passado, de acordo com os números do MDIC. O diretor-geral da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, Michel Alaby, observou que o avanço coincide com o período de formação de estoques de alimentos para o mês do Ramadã nos países árabes.

Em nota, o presidente da Abiec, Antônio Jorge Camardelli, declarou que no segundo semestre serão retomadas as vendas para a Arábia Saudita, que impôs um embargo à carne brasileira no final de 2012.

Conforme a ANBA noticiou na sexta-feira (12), representantes da Autoridade Saudita para Alimentação e Medicamentos (SFDA, na sigla em inglês) estiveram no Brasil e visitaram frigoríficos, laboratórios e tiveram reuniões com autoridades brasileiras. Com base no que viram e ouviram, os técnicos deverão recomendar a retomada das importações.

As exportações totais de carne bovina do Brasil somaram US$ 467,8 milhões em maio, um aumento de 2% em relação a abril. Em comparação com maio de 2014, porém, ocorreu queda de 24%.

Acumulado

No acumulado de janeiro a maio, as vendas de carne bovina brasileira às nações árabes totalizaram US$ 425 milhões, um crescimento de 7% sobre o mesmo período do ano passado.

No total, as exportações brasileiras do produto renderam US$ 2,2 bilhões nos cinco primeiros meses de 2015, uma redução de 20,77% em relação ao intervalo de janeiro a maio de 2014.

Fonte: ANBA

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta