Embratur discute ampliação da malha aérea internacional com GRU Airport e Virgin Atlantic

0

Brasilia – Fortalecer e ampliar a malha aérea brasileira com novos voos e rotas internacionais foi o foco da reunião entre a Embratur, representantes do Aeroporto Internacional de São Paulo (GRU Airport) e a companhia aérea low cost europeia, Virgin Atlantic, realizada nesta terça-feira (16/8). O encontro, que ocorreu por videoconferência, trouxe como tema central o interesse da companhia em investir no Brasil.

A ideia da expansão da malha aérea internacional é tratada como prioridade pela Agência. Durante o encontro, Silvio Nascimento explicou a importância em garantir novos voos e rotas para o país. “Sem dúvida a atração de turistas estrangeiros passa diretamente pelo reaquecimento do setor de aviação e, por isso, a Embratur tem estabelecido um contato permanente com empresas aéreas de diversos países”, destacou.

Só para citar algumas ações recentes, neste mês, em reunião entre a instituição, o Ministério do Turismo e a JetSmart, a companhia aérea anunciou a ampliação de voos no Brasil, conectando cidades do país a cidades do Chile e da Argentina. Já na Fiexpo Latin America, realizada no Panamá, a Embratur participou de uma reunião com a Copa Airlines e, após o encontro, a companhia aérea confirmou o aumento do número de voos, com novas rotas para Porto Alegre, Manaus, Belo Horizonte, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo até o fim de 2022.

Outro ponto levantado pela Embratur foi o crescimento do fluxo de turistas internacionais no Brasil, fator que incentiva a inclusão de novos voos ainda este ano. O país recebeu, somente nos seis primeiros meses de 2022, 1.222.536 estrangeiros com visto de turista, número maior do que todo o ano de 2021 (596.745) e cerca de 660% a mais quando comparado ao mesmo período de 2021.

Também participaram da reunião pela Embratur, a diretora de Marketing, Inteligência e Comunicação, Karisa Nogueira; o gerente de Publicidade, Propaganda e Marketing Digital, André Reis; o assessor da Presidência, Rafael Luisi; e a supervisora da Gerência de Gestão de Unidades no Exterior e Processos Administrativos, Daniela Reple.

 

Crescimento robusto

De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a malha aérea internacional do Brasil seguiu ritmo de retomada em julho de 2022, operando novamente acima dos 70% dos números atingidos em 2019. Os 3.751 voos registrados no último mês equivalem a 72,33% da capacidade de julho de 2019 e já superam todo o ano de 2020, quando 22.353 voos chegaram ao país. Ainda segundo levantamento da Embratur junto à Anac e empresas aéreas, estão previstos 89 novos voos e 44 frequências adicionais até fevereiro do ano que vem.

(*) Com informações da Embratur

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta