Empresas brasileiras fazem balanço positivo da participação na Sial Middle East nos Emirados Árabes



Última atualização: 12 de Dezembro de 2019 - 10:12
0
476

São Paulo – A feira de alimentos Sial Middle East teve seu último dia nesta quarta-feira (11), e o balanço da participação brasileira foi positivo. A avaliação é do coordenador geral de Investimentos Estrangeiros e Cooperação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Rodrigo da Matta. “Os expositores tiveram uma visão positiva. Essa feira é um pouco diferente, porque não tem número expressivo de visitantes, mas são contatos de alta qualidade. Eles relatam fazer contatos de altíssima qualidade, que vão sempre gerar negócios”, disse Matta.

A missão levou 15 empresas brasileiras à feira e foi organizada pelo Mapa em conjunto com o Ministério das Relações Exteriores (MRE) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). Entre os expositores, os setores de café e cereais foram destaque. O primeiro pelo número de empresas presentes: das 15 marcas, quatro comercializam café. O segundo, de cereais, pela inovação.

Alca Foods teve dois de seus produtos selecionados para participar do concurso Sial Innovation. A empresa trabalha com cereais matinais, barrinhas de cereais, achocolatados e mingau. Um dos produtos que concorreram ao prêmio por inovação foi uma barrinha de cereal proteica em três versões: com proteína da clara do ovo, de leite e de proteína vegana, feita com arroz e ervilha. O outro foi uma barrinha de cereal vasodilatadora feita de beterraba e gergelim.

Roberval Dias Martins (dir.), da Alca Foods. Empresa quer entrar no mercado árabe

Para Roberval Dias Martins, diretor comercial da Alca Foods, a visitação foi de alto nível. “A feira foi muito boa. O estande foi muito visitado. Fizemos cerca de 20 contatos, e vi a qualidade neles. Em torno de dois terços vão dar resultado. Para mim, foi uma grata surpresa essa feira, porque eu não conhecia aqui pessoalmente e não esperava uma seleção de pessoas, de compradores. Como temos um preço bastante competitivo, as pessoas estavam bem entusiasmadas com o produto”, declarou.

A ideia da empresa é abrir mercado não apenas nos Emirados Árabes Unidos, mas também em países asiáticos próximos. “Doze dos nossos contatos foram de pessoas de países que ficam a até 6 horas de viagem daqui”, explicou Martins.

A marca fornece os cereais a granel e em embalagens finalizadas, e o objetivo é chegar a cada vez mais pessoas. “A ideia é fornecer um cereal de alta qualidade, a um preço acessível à população, para que mais gente possa consumir”, disse o diretor. A Alca Foods tem crescimento de 15% a 20% ao ano, mas tem menos de 5% de suas vendas voltadas à exportação. Isso, acredita Martins, mostra o espaço que a empresa ainda tem para crescer.

Já no setor do café, as marcas brasileiras Santa Monica Café Gourmet, DBarbosa Coffee, Millen Comercial, e Brazil & You – Cavalcante Agroexports terão mais um compromisso esta semana. Para elas, o escritório da Apex em Dubai organizou uma visita técnica que inclui o DMCC Coffee Centre, em Dubai, nesta quinta-feira (12).

Ainda no dia 12, as demais empresas do Brasil, farão visitas técnicas ao Lulu Hipermercado e à distribuidora Aramtec, em Abu Dhabi. A ação conta com apoio da Câmara de Comércio Árabe Brasileira. Além da feira, a missão levou os empresários a um seminário que debateu mercado, distribuição, logística e marketing para atuar na região, no domingo (08).

(*) Com informações da ANBA

Comentários

Comentários

Deixar uma resposta