Empresas brasileiras vão expor seus produtos em 32 feiras internacionais de alimentos e bebidas em 2023

0

Brasília – Responsável por um aumento de 19,7% no faturamento de suas exportações em 2021, o agronegócio brasileiro é um dos mais reconhecidos no mundo, cuja produção ajuda a garantir a segurança alimentar do planeta. Para alavancar a conquista de novos mercados e fidelizar os atuais compradores estrangeiros, a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil), o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e o Ministério das Relações Exteriores (MRE) estão organizando, no dia 26 de julho, às 15h, um webinar para apresentar oportunidades para a participação do Brasil em 32 feiras internacionais especializadas em alimentos e bebidas em 2023.

Empresários do segmento vão expor seus produtos em 32 feiras distribuídas em 24 cidades de 16 países diferentes neste ano, começando pela Winter Fancy Food, em Las Vegas, nos Estados Unidos, de 15 a 17 de janeiro. De 20 a 24, ocorre a Gulfood, maior feira de alimentos e bebidas do Oriente Médio, realizada em Dubai, nos Emirados Árabes. Destacam-se ainda a SIAL América, que ocorrerá em Las Vegas, em março, SIAL Paris, em outubro, e a CIIE China, em novembro, em Xangai. Essas feiras concentram um grande número de empresas brasileiras participantes.   

Novos negócios 

A ApexBrasil, o Mapa e o MRE disponibilizarão aos empresários preparação e estrutura antes e durante os eventos, como estande, espaços de networking, recepcionistas, material promocional e tradutor. A participação nesses eventos faz parte da estratégia desenhada pelos órgãos em parceria com o setor privado brasileiro. O plano congrega desde qualificação, passando por ações de inteligência de mercado até atividades finais de promoção comercial.  

“A ApexBrasil, o Mapa e o MRE apostam na retomada dessas agendas e confiam no setor privado brasileiro. São 32 feiras internacionais do setor de alimentos e bebidas, o que demonstra o quanto reconhecemos o potencial das empresas brasileiras e o quanto confiamos na competitividade do produto brasileiro para alavancar as exportações do nosso país em 2023”, afirma a Gerente de Agronegócios da ApexBrasil, Paula Soares. 

Exportação de alimentos 

As vendas internacionais impulsionam os setores produtivos da economia brasileira, auxiliando na geração de empregos e promovendo a imagem do Brasil no exterior. Dentro da balança comercial, que teve resultado superavitário de US$ 61,4 bilhões em 2021, diversos subgrupos do setor de alimentos e bebidas obtiveram destaque. O segmento de frutas e nozes não oleaginosas, por exemplo, atingiu pela primeira vez a marca de US$ 1 bilhão, sendo o continente europeu o maior comprador. Com crescimento de 27,6% em relação a 2020, produtos de panificação, pastelaria, bolos e biscoitos atingiram patamar inédito, com US$ 159,9 milhões.  

“As exportações brasileiras do agronegócio bateram recorde nesses últimos dois anos, mesmo enfrentando uma pandemia o setor de mostrou comprometido com a produção e a regularidade da oferta de alimentos para o Brasil e para o mundo.”, diz a Gerente de Agronegócios da ApexBrasil, Paula Soares. 

O Brasil é um dos países que mais exporta alimentos para o mundo e as feiras internacionais do setor são uma oportunidade para consolidar a imagem do produto brasileiro no Exterior e fechar novos negócios. O alto número de exposições pode ajudar o país a alavancar ainda mais as exportações e a produtividade internamente.  

SERVIÇO

Webinar sobre as principais feiras de alimentos e bebidas 2023
Quando: 26 de julho, às 15h
Inscrições: até 25 de julho
Link de inscrições para o webinar: clique aqui
Link de inscrições para as feiras: clique aqui

(*)  Com informações da ApexBrasil

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta