Empresas comemoram sucesso alcançado com participação na Rehacare 2018 na Alemanha

0
98

Última atualização:

Brasília – A terceira participação do pavilhão brasileiro na Rehacare, principal feira de tecnologia assistiva e reabilitação do mundo, contribuiu para consolidar a imagem da indústria nacional no setor. Como uma das ações do Brazilian Health Devices, projeto setorial executado pela  Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos, Odontológicos, Hospitalares e de Laboratórios (Abimo) e Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos  (Apex-Brasil) para fomentar a internacionalização da saúde brasileira, a ida a Düsseldorf, na Alemanha, para o evento realizado entre 26 e 29 de setembro, gerou cerca de 230 contatos com representantes e distribuidores de 19 países e uma expectativa de negócios em torno de US$ 1,2 milhão para os próximos 12 meses.

A área de exposições estava bastante completa com produtos e serviços apresentados por 967 expositores vindos de 42 países. Nesta edição, o público ultrapassou a marca dos 50 mil visitantes.

Participando pela primeira vez da feira, a Cavenaghi avaliou o evento de forma bastante positiva: “É uma vitória interna saber que estamos aptos a exportar nossos produtos, especialmente neste ano em que conquistamos a certificação ISO. Nos orgulhamos, também, por sermos a primeira empresa brasileira fabricante de soluções veiculares a participar da feira. Para nós, foi uma experiência nova e edificante. Agradecemos o apoio da Abimo e da Apex-Brasil, fundamental para que estivéssemos presentes”, comentou Mônica Cavenaghi.

Para Felipe Neves, da Fix It, startup que atua no campo das imobilizações com soluções termo moldáveis que se adaptam à anatomia do paciente, participar da Rehacare foi essencial para a estratégia da marca. “O mercado europeu está em nosso road map de expansões. Conhecer e ter feedback de pacientes, profissionais e distribuidores, nos permite entender a aceitabilidade do nosso produto na região”, declarou.

Ao longo dos quatro dias de evento, as oito empresas que compuseram o pavilhão brasileiro puderam fazer demonstrações práticas de seus produtos. Com uma mini quadra de basquete, os para-atletas Paola Kokler e Adriel Silva se destacaram com seus equipamentos profissionais para prática esportiva. 

“Fiquei encantando com tanta tecnologia”, declarou Silva enfatizando a alegria de observar que o mundo está se preparando para oferecer mais qualidade de vida a pessoas com deficiência. Paola, que está junto ao Brazilian Health Devices desde a primeira participação na Rehacare, acredita que essa visibilidade impulsiona a indústria.

“É muito gratificante ver toda a estrutura e ver que o Brasil tem capacidade para se apresentar no maior evento do setor”, comentou ao dizer que para ela, como atleta, o desenvolvimento desses materiais tem alta interferência no rendimento e que, quanto mais tecnologia aplicada ao produto, melhor o resultado dentro de quadra.

O sucesso da dupla foi tanto que Paola foi convocada para estampar o catálogo da edição 2019 do evento.

Ações e encontros paralelos – O time do Brazilian Health Devices que participou do pavilhão brasileiro na Rehacare 2018 também teve a oportunidade de participar de encontros especiais realizados dentro da plataforma do evento. A reunião com a FENIN (Federación Española de Empresas de Tecnología Sanitaria) para debater os principais pontos do acordo que será assinado com a Abimo durante a MEDICA 2018 foi um deles.

Na sequência, Cássio Gonçalves, gerente-geral de Tecnologia de Produtos para Saúde da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) visitou o espaço brasileiro para conhecer os representantes da indústria que por lá estavam expondo. O especialista aproveitou a oportunidade para explicar a importância da visita da agência ao evento e conhecer as novas tecnologias que estão sendo desenvolvidas no Brasil. O pavilhão brasileiro também recebeu a visita de Wolfram N. Diener, diretor geral da Messe Düsseldorf, empresa organizadora tanto da Rehacare quanto da MEDICA.

Além desses encontros, uma parceria entre o Brazilian Health Devices e o International Guest Club rendeu boa visibilidade para o pavilhão brasileiro. A equipe do Brasil entregou cerca de 350 kits e catálogos das soluções nacionais aos convidados do clube e, além disso, devido à um patrocínio firmado com a entidade, o espaço exibiu informações e imagens do pavilhão brasileiro a todos os presentes durante o evento.

Além dessa aproximação com os membros do International Guest Club, o pavilhão brasileiro realizou o tradicional Happy Hour. No terceiro dia da feira, o pavilhão se transformou em um espaço extremamente agradável e informal para que as marcas nacionais pudessem investir no relacionamento com seus clientes. Com bebidas e comidas típicas, além de música popular brasileira, o Happy Hour recebeu cerca de 200 pessoas.

A próxima edição da Rehacare já tem data marcada: será realizada entre 18 e 21 de setembro, também em Düsseldorf, na Alemanha.

(*) Com informações da Apex-Brasil

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta