Empresas do setor de calçados e couros participam de rodada de negócios em Buenos Aires

0

Novo Hamburgo – A Argentina é atualmente o maior destino para as exportações brasileiras de máquinas para as indústrias de calçados e couro. Para fortalecer estas relações comerciais entre os dois países, o projeto Brazilian Machinery, parceria da Associação Brasileira de Indústrias de Máquinas para Couro e Calçados (Abrameq) com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), promove uma rodada de negócios em Buenos Aires nesta terça-feira (9).

Mais de 40 empresas brasileiras já têm operado, em fábricas argentinas, 30 tipos diferentes de máquinas, abrangendo todas as etapas da produção de calçados, couro e tratamento de resíduos. Rosângela Arruda, gerente do projeto Brazilian Machinery, destaca que “as empresas brasileiras se destacam pela capacidade de produzir mais, em menos processos. Da rodada, farão parte empresas produtoras de máquinas que reduzem processos e materiais na fabricação de calçados e no processamento do couro, evitando desperdícios de matéria-prima e aumentando significativamente os índices de qualidade, através de equipamentos que promovem este controle, também garantido pela exatidão da tecnologia implementada”.

A rodada de negócios de 9 de agosto será realizada no Hotel Castelar, com as empresas brasileiras apresentando suas tecnologias a empresários, representantes de entidades setoriais e convidados, que compartilharão alternativas para os processos produtivos, através da mais completa oferta de máquinas e equipamentos da mais atualizada tecnologia. Participarão desta ação em Buenos Aires as empresas brasileiras Erps, Bremm Peck, Serotom, NBN, Tecusi, Maquetec, Eaux, Sulpol, Sulmaq e Kehl.

Saiba mais:

O convênio entre a Abrameq e a Apex-Brasil tem por objetivo posicionar a marca Brazilian Shoes + Leather Machinery como referência no fornecimento de tecnologia para os setores de couro e calçados na América Latina, através de ações de comunicação da marca e de ações que promovam o fortalecimento da competitividade das empresas apoiadas pelo projeto.

Fonte: Apex-Brasil

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta