Equipe FURIA faz investimento milionário nos EUA em complexo localizado em Miami

0

São Paulo – A FURIA, organização brasileira de esports, anunciou que vai expandir seus negócios em solo norte americano. Conhecida por disputar torneios em diversas modalidades de jogos eletrônicos, a organização de esports terá agora um centro de treinamento com valor estimado em R$ 5,2 milhões. O complexo, localizado em Miami, conta com uma área de 500 m² e a expectativa é que seja inaugurado até novembro deste ano.

Com investimento total de US$ 1 milhão de dólares, a FURIA vai inaugurar um complexo de esports no bairro Wynwood, no norte de Miami. O centro esportivo será instituído em uma nova rua e contará com vários tipos de serviços ao público, como lan house, loja de roupas da marca, área para eventos de patrocinadores ativos, stands e até arquibancada para assistir as partidas da organização. O local terá entrada liberada e gratuita para o público visitante.

 

Furia é referência no setor de esports e atrai grandes marcas

Fundada em 2017 por Jaime Pádua, André Akkari e Cris Guedes, a empresa hoje desponta no setor que se mostra em plena expansão, tanto dentro quanto fora do país. O cofundador da ação e um dos CEO da organização FURIA, André Akkari, classificou a iniciativa de “Experiência FURIA”:

“Não queremos nos conectar com fãs e pessoas que se envolvem com a FURIA apenas por meios digitais ou através de oportunidades em grandes eventos. Queremos ter contato físico com eles de alguma forma, queremos que eles nos visitem, interajam com a equipe e conversem com os influenciadores, atletas e até mesmo com o pessoal. Isso cria um calor diferente em torno da marca”, declarou André em entrevista exclusiva ao Esports Insider.

O investimento está sendo realizado unicamente pela FURIA, porém os patrocinadores da organização estão, de algum modo, envolvidos com a concretização do projeto. A AOC, uma das patrocinadoras, fornecerá os monitores que estarão presentes no local do evento.  Além disso, a FTX e a PokerStars também estão ligados com a realização do projeto.

 

Projeções da principal organização nacional do setor

Se tratando da maior organização de esports brasileira, a FURIA possui investimentos em times estrangeiros e promete também crescimento no Brasil. Por ser uma organização naturalmente brasileira, André Akkari explica que a decisão por escolher os Estados Unidos  primeiramente, se deve ao fato de uma oportunidade imobiliária do bairro em questão que se alinhou à validação do seu modelo de negócios.

No entanto, o público brasileiro não tem com o que se preocupar, já que o Brasil é o próximo alvo da organização para inaugurar um espaço do mesmo gênero. Segundo André, Rio de Janeiro e São Paulo são os estados que estão nos planos para receber um complexo FURIA ainda maior até o ano de 2023.

E não para por aí, caso o modelo de negócios obtenha o êxito esperado, a intenção é abrir também um centro de treinamento FURIA no continente Europeu: “Nosso objetivo é ter uma dessas instalações em cada uma das maiores cidades do mundo”, declarou um dos CEOs da organização, André Akkari.

 

Ligação antiga

Cabe ressaltar que o conexão com os americanos não nasceu do dia para a noite. A organização além de já possui um escritório de operações em Boca Raton, localizado no estado da Flórida. Além disso, a organização condiciona a sua equipe de jogadores profissionais da modalidade competitiva do jogo eletrônico Counter Strike: Global Offensive (CS:GO) nos Estados Unidos.

Em outras modalidades competitivas da FURIA, é possível encontrar inclusive jogadores americanos, como é o caso, por exemplo, da equipe FURIA de Apex Legends, que conta com três estadunidenses em seu elenco e um jogador profissional americano no jogo Super Smash Bros. Ultimate.

 

A organização celebra a maior patrocínio da história dos esports brasileiro

No primeiro semestre deste ano, a FURIA fechou um contrato avaliado em nada menos que R$ 15 milhões com a patrocinadora FTX, companhia global do ramo de criptomoedas. O acordo se configura como sendo o maior da história dos esportes eletrônicos no país.

A quantia se equipara com valores que equipes de futebol da 1ª divisão do Campeonato Brasileiro recebem. O feito faz com que o nome da patrocinadora esteja estampado nos uniformes de todas as modalidades das equipes que a FURIA possui. A organização conta com outros patrocinadores de grosso calibre, tais como: Red Bull, Santander e a famosa plataforma de streaming Twitch.

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta