Especialistas de mercado destacam oportunidades de negócios para o setor de rochas brasileiro na Índia

0

Vitória (ES) –  A Live Comex, organizada pelo Banco do Brasil, com participação do Centro Brasileiro dos Exportadores de Rochas Ornamentais (Centrorochas) e da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) destacou oportunidades para as empresas brasileiras no mercado indiano. O evento aconteceu nesta terça-feira, 21 de setembro, e contou com a participação do gerente do projeto It’s Natural – Brazilian Natural Stone, Rogério Ribeiro.

Durante sua intervenção, Rogério destacou as ações do projeto setorial, resultado do convênio firmado entre o Centrorochas e a Apex-Brasil, que visa promover o segmento no mercado internacional. “A Índia é um dos oito mercados prioritários a serem trabalhados nos próximos dois anos, período do projeto, e temos ações específicas para o país como um estudo de abertura de mercado, previsto para o primeiro semestre do ano que vem”, anunciou referindo-se à ação que envolve estudo, missão prospectiva, webinário de apresentação e missão comercial ao país.

O especialista em Inteligência de Mercado da Apex-Brasil, Ulisses Pimenta, foi outro painelista convidado e destacou a grandiosidade do mercado indiano. “A Índia é a economia que mais cresce no mundo e compra rochas ornamentais de vários países, tendo Turquia e Itália como principais fornecedores e o Brasil ocupa a 6ª posição desse mercado”, afirmou.

O gerente executivo de Assessoramento Econômico do Banco do Brasil, Vinicius Zanchi, apresentou o cenário das economias nacional e mundial que o time do BB tem sinalizado para o final de 2021 e para o ano que vem. “Vemos um cenário de recuperação econômica em meio a riscos. O cenário econômico internacional ainda é favorável, mas, daqui pra frente, se tivemos que ponderar os riscos, eles são assimétricos. No lado doméstico, a posição também é de cautela, considerando o cenário de reformas e a entrada em ano de eleições”, apontou.

Ao final do evento, o gerente de Negócios Internacionais do BB, Murilo Almeida, apresentou as linhas oferecidas pelo banco que beneficiam o setor de rochas ornamentais, a exemplo do PROEX Financiamento que, em 2021, completa 30 anos. “Este é um programa de financiamento de apoio às exportações brasileiras de bens e serviços, a custo compatíveis com os praticados no mercado internacional”, exemplificou.

(*) Com informações do Centrorochas

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta