Evento na embaixada em Brasília apresenta o vinho, a natureza e a cultura ancestral do Chile



Última atualização: 16 de Julho de 2019 - 09:09
0
592

Brasília – A Embaixada do Chile sediou no último dia 25 de junho um evento que reuniu degustação de vinho e apresentação da arte e cultura Mapuche pela chilena Jacqueline Domeyko.

Jacqueline Domeyko

Jacqueline Domeyko é fundadora do projeto cultural “Lágrimas de Luna”, dedicada ao resgate da arte e cultura Mapuche.  A especialista falou sobre vinho, natureza e a cultura ancestral do Chile e apresentaou uma coleção única de peças de mesa como pratos, guardanapos e gravuras com símbolos que demonstram o delicado trabalho dos mestres artesãos do sul do Chile.

Os símbolos presentes nessas peças são inspirados na arte ancestral Mapuche, arte indígena do Chile, que nasceu com a chegada dos espanhóis no século XVI e que foi transformada, ao longo dos séculos, nas mãos dos mestres artesãos Mapuches.

“O vinho e a arte da prataria Mapuche são herdeiros de uma longa tradição de artesanato e cultura. Ambos os legados dependem da natureza e do território, gerando emprego e desenvolvimento sustentável nas comunidades, muitas das quais estão localizadas em áreas rurais do país. Quando uma pessoa toma um copo de vinho chileno, ou usa uma peça de arte e Mapuche talheres, se conecta com a profunda riqueza de seu território, sua cultura, sua história, sua natureza “, diz Jacqueline Domeyko, fundadora do projeto Lágrimas de Luna.

O brasileiro Eduardo Paes de Andrade, especialista e consultor em vinhos, apresentou as marcas de vinho degustadas na noite de celebração da arte Mapuche: J. Bouchon Canto Sur Carménère-Carignan-País 2016, Casa Silva Gran Terroir de Los Andes Carménère 2017, Bisquertt La Joya Single Vineyard Carménère 2016 e Terranoble Gran Reserva Carignan 2016.

Angelica Valenzuela

O evento teve ainda a participação de Angelica Valenzuela, diretora da Wines of Chile, organização sem fins lucrativos que reúne 74 das mais importantes vinícolas do país. Angelica falou sobre vinhos premium, diversidade, sustentabilidade, inovação e o Chile como destino do enoturismo.

(*) Com informações da Wines of Chile

Comentários

Comentários

Deixar uma resposta