Exportação de cereais para os países árabes cresceu 50% até novembro com receita de US$ 1,027 bilhão



Última atualização: 30 de Dezembro de 2019 - 15:47
0
354

São Paulo – O Brasil teve receita 50,3% maior com exportações de cereais aos países árabes nos onze primeiros meses deste ano sobre o mesmo período de 2018, de acordo com informações do Ministério da Economia compilados pela Câmara de Comércio Árabe Brasileira. As vendas totalizaram  US$ 1,027 bilhão.

O cereal mais vendido foi o milho, com US$ 1 bilhão. As exportações do produto ao mercado árabe avançaram 47,3% de janeiro a novembro deste ano sobre os mesmos meses de 2018, quando estavam em US$ 681,2 milhões. O milho participou com 97,6% das vendas de cereais do Brasil aos países árabes. Em volume também houve avanço, de 50%, de 3,9 milhões de toneladas para 5,9 milhões de toneladas.

O arroz foi o segundo cereal que o Brasil mais exportou ao mundo árabe nos 11 primeiros meses deste ano. Foram US$ 24,4 milhões, com variação de 720%, já que de janeiro a novembro de 2018 as vendas estavam em apenas US$ 2,9 milhões. O outro cereal que os brasileiros exportaram aos árabes foi o sorgo, mas em valor bem menor.

Juntos, os países árabes formam o maior mercado para cereais do Brasil no exterior. Depois deles, o grande comprador é o Irã, seguido por Japão, Vietnã e Coreia do Sul. Entre os árabes o Egito foi o grande destino, já que compra muito milho do Brasil. Também importaram cereais brasileiros em volume superior a US$ 1 milhão os árabes Marrocos, Arábia Saudita, Jordânia, Argélia, Emirados, Tunísia, Líbano, Iraque, Omã e Kuwait.

(*)  Com informações da ANBA

Comentários

Comentários

Deixar uma resposta