Exportação de vinho brasileiro cresce 30% no último ano; EUA e China são os principais mercados

0

São Paulo – Os mercados estadunidense e chinês são os principais responsáveis pelo aumento de 325% nas vendas nos últimos cinco anos. Saiba quais são os rótulos brasileiros que estão se destacando no exterior

Depois da queda nas exportações causada pela pandemia do coronavírus, a balança comercial brasileira começa a apresentar sinais de melhora. No acumulado de janeiro a julho de 2021, as exportações cresceram 35,3%, somando US$ 161,42 bilhões.

O setor agrícola foi o que mais impulsionou esse crescimento. As exportações na Agropecuária aumentaram cerca de 22,9% no acumulado do ano, somando US$ 36,50 bilhões.

Dentro do setor, o aumento nas exportações de vinhos brasileiros foi um dos responsáveis por esse crescimento. Segundo a Ideal Consulting, as exportações dos vinhos e espumantes brasileiros aumentaram 30% em 2020, chegando às 6,7 milhões de garrafas.

Dados da União Brasileira de Vitivinicultura (Uvibra) confirmam essa evolução no mercado de vinhos brasileiros. O levantamento da Uvibra aponta um crescimento de 29,85% para os vinhos finos e 12,29% para os espumantes.

Isso representa 4,4 milhões de litros de vinhos finos e 771 mil de espumantes exportados no ano passado.

EUA e China são os maiores importadores de vinhos e espumantes brasileiros

Esses resultados demonstram um crescimento de cerca de 180% no volume da exportação de vinhos e espumantes nacionais nos últimos sete anos. Os Estados Unidos e a China são os principais consumidores dos rótulos brasileiros.

Ainda segundo a Ideal Consulting, esses países passaram a consumir vinhos tintos, brancos e espumantes brasileiros nos últimos cinco anos.

O consumo de somente desses dois mercados foi responsável por impulsionar as exportações dessas bebidas em 325% nos últimos cinco anos.

O grande destaque nessas exportações são os espumantes brasileiros. Esta variedade já ultrapassa os rótulos de Portugal e do Chile, países tradicionais na produção vinícola, na preferência do mercado norte-americano.

Além dos Estados Unidos e da China, países como Japão, Singapura, Chile e Reino Unido também têm se mostrado grandes apreciadores da produção vinícola brasileira.

O principal pico nas exportações dessas bebidas se deu ao longo de 2020. O resultado surpreendeu os especialistas devido ao volume da safra, que foi menor do que o esperado. Porém, a qualidade das uvas acabou destacando os vinhos e espumantes brasileiros no mercado internacional.

Os estados das regiões Sul e Sudeste foram os que mais venderam, com destaque para o Rio Grande do Sul (90,7% das vendas), São Paulo (22,6%) e Paraná (22,2%).

A liderança gaúcha se deve ao volume de vinícolas do estado. De acordo com dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, 73,88% das vinícolas do País estão localizadas na região.

Brasileiro também está consumindo mais vinhos nacionais 

Os resultados de 2021 mostram que o crescimento do consumo de vinhos brasileiros também está aumentando no mercado interno.

Entre os meses de janeiro a julho, o volume de comercialização dos vinhos brasileiros já supera os 12 meses de 2019, segundo a Uvibra.

Esse aumento no consumo doméstico fez com que a comercialização saltasse de 15,4 milhões de litros em 2019 para 17,8 milhões de litros nos sete primeiros meses de 2021.

Vinhos brasileiros que se destacam no exterior 

Conheça abaixo os principais vinhos brasileiros exportados nos últimos meses:

  1. Miolo Alísios do Seival Pinot Grigio/Riesling

Esse vinho branco é cultivado no Rio Grande do Sul e apresenta um aroma elegante e persistente de frutas brancas de caroço, pêra e damasco, harmonizado com delicado aroma floral. Na boca apresenta bom equilíbrio, com acidez refrescante.

Essa é uma ótima opção para harmonização com aperitivos e pratos de textura leve e temperos suaves como saladas, frutos do mar, peixes, carnes brancas, pizzas e massas.

  1. Miolo Family Vineyards Merlot 

O Miolo Family Vineyards foi o primeiro vinho tinto engarrafado pela vinícola Miolo, em 1990. Ele possui cor rubi profunda, médio corpo, bastante harmônico, de paladar aveludado.

Este rótulo é bem versátil. Pode acompanhar pratos mais robustos, como arroz carreteiro, carne de panela, dobradinha, frango com quiabo e baião de dois. Mas também harmoniza bem com massas, pizzas clássicas e queijos maturados de massa semidura.

  1. Miolo Cuvée Giuseppe Merlot/Cabernet Sauvignon

Um dos destaques da vinícola Miolo, este tinto é ideal para pratos de sabores marcantes.

Entre as principais sugestões de harmonização estão pratos como cordeiro, javali, leitão assado, massas com molhos vermelhos, molhos à base de cogumelos, trufados, risotos e queijos maduros de massa dura.

  1. Aurora Reserva Cabernet Sauvignon

Possui aromas de chocolate e baunilha, com sabor levemente frutado. É um vinho de paladar leve. Harmoniza bem com carnes vermelhas, strogonoff de frango e queijos como o Gruyère.

  1. Aurora Moscatel Espumante

Este espumante apresenta aromas adocicados com notas florais e mel. É delicado, com doçura e acidez equilibradas. Harmoniza bem com sobremesas,como fondue de chocolate, cheesecakes, tiramisù e torta de maçã.

  1. Casa Valduga Duetto Chardonnay/Riesling

Vinho branco com aromas de frutas cítricas e tropicais, possui acidez refrescante e final médio. Vai bem com aperitivos, saladas e entradas.

  1. Casa Valduga Premium Cabernet 

Possui aroma de amêndoas, ameixa preta e especiarias. Com corpo intenso e acidez moderada. A harmonização ideal é com queijos maduros, massas e carnes com molhos condimentados.

  1. Lidio Carraro Agnus Merlot

Esse vinho possui aroma de frutas vermelhas como morango, framboesa e amora preta. Traz um leve toque de ervas finas e mineralidade. Com sabor frutado, é uma excelente escolha para harmonizar com carnes vermelhas, massas, pizzas, risotos e queijos maduros.

  1. Lidio Carraro Dádivas Chardonnay 

Este é um vinho premiado e já foi considerado um dos 76 melhores vinhos do mundo, sendo o único representante brasileiro. Harmoniza bem com frutos do mar, carnes brancas, massas e saladas.

  1. Salton Classic Tannat

Este vinho tinto apresenta coloração roxa púrpura intensa, com aromas de chocolate, ameixas secas, baunilha e mirtilo. Possui sabor equilibrado, com muito corpo e excelente permanência e com sabor de chocolate e ervas.

É ideal para ser consumido com carnes vermelhas, suína, massas com molhos vermelhos e queijos.

Os vinhos e espumantes brasileiros estão se aprimorando cada vez mais em técnica e qualidade. Por isso, estão ganhando o mundo!

Agora que você conheceu algum dos principais rótulos e como harmonizá-los, que tal dar uma chance às vinícolas brasileiras?

(*) Com informações da Uvibra e Ideal Consulting

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta