Exportações chinesas de automóveis crescem enquanto montadoras expandem negócios globalmente

0

Nanning (China) – A SAIC General Motors Wuling Motor Indonesia, uma subsidiária de propriedade da grande fabricante chinesa de automóveis SAIC-GM-Wuling (SGMW) na Indonésia, lançou um modelo de veículo de nova energia, batizado Wuling Air EV, em sua base de produção em Bekasi esta semana.

A SGMW, uma joint venture entre a SAIC Motor, General Motors e Liuzhou Wuling Motors, está sediada em Liuzhou, Região Autônoma da Etnia Zhuang de Guangxi, no sul da China.

Em 2017, com um investimento total de US$ 1 bilhão, a base fabril da SGMW na cidade de Bekasi, na província de Java Ocidental da Indonésia, foi colocada em operação. Abrangendo uma área de 60 hectares, foi agora transformada em um parque autoindustrial, que envolve uma cadeia automobilística completa.

“Após cinco anos de operação, Wuling tornou-se uma das marcas chinesas mais vendidas na Indonésia”, disse Han Dehong, vice-gerente-geral da SAIC General Motors Wuling Motor Indonesia.

Além disso, o lançamento do veículo de nova energia fornecerá mais produtos e serviços automobilísticos de qualidade para os indonésios, já que expandir os negócios internacionalmente é uma estratégia importante para o desenvolvimento da SGMW, acrescentou Han.

De acordo com a SGMW, no primeiro semestre deste ano, as vendas de carros da SAIC General Motors Wuling Motor Indonesia atingiram 11.261 unidades, um aumento anual de 3%. Até junho, a empresa vendeu mais de 88 mil veículos no país.

A Indonésia é a maior economia do Sudeste Asiático e tem uma população relativamente jovem, tornando-se um mercado dinâmico de automóveis com enorme potencial, avaliou Han.

Nos últimos anos, graças à melhora da competitividade dos produtos automotivos chineses, as marcas do país ganharam mais reconhecimento no mercado global, e muitos fabricantes de automóveis chineses fortaleceram sua estratégia de internacionalizar e aceleraram sua expansão global.

Em 2021, a China exportou mais de 2 milhões de veículos, um aumento de mais de 100% em relação ao ano anterior, informou Cui Dongshu, secretário-geral da Associação Chinesa de Carros de Passageiros.

“Apesar do impacto da pandemia de COVID-19, o crescimento ano a ano das exportações de automóveis da China no primeiro semestre deste ano ainda aumentou, mostrando a forte resiliência da cadeia da indústria automobilística da China”, acrescentou Cui.

Enquanto isso, os veículos de nova energia tornaram-se o ponto alto dos carros chineses exportados. Dados da Associação Chinesa de Fabricantes de Veículos Automotores (CAAM, em inglês) mostraram que, de janeiro a junho deste ano, o país exportou mais de 200 mil automóveis de nova energia, um aumento anual de 130%.

XPeng, um dos principais participantes do mercado chinês de veículos de nova energia, abriu quatro lojas na Europa. Enquanto em 2021, a montadora chinesa de carros elétricos NIO apresentou seu modelo ES8 à Noruega.

Além disso, a BYD, outra fabricante líder de veículos elétricos na China, anunciou sua incursão no mercado japonês de carros de passageiros e lançou três modelos em Tóquio no início deste ano.

A expansão dos fabricantes chineses de veículo de nova energia para o mercado externo, especialmente o europeu, marca um avanço para as empresas, ressaltou Cui.

Atualmente, muitas gigantes automobilísticas internacionais estão explorando o mercado de veículo de nova energia em rápido crescimento, anunciando a era mundial de carros elétricos, disse Xu Haidong, vice-engenheiro-chefe da CAAM.

A SGMW aumentará esforços para se expandir no mercado global de veículo de nova energia, disse Wang Weisen, vice-gerente-geral de vendas da companhia.

Tendo a Indonésia como centro, a empresa se esforçará para expandir seus negócios para outras regiões e países como Europa e Japão, para estabelecer a competitividade global dos produtos de veículo de nova energia da Wuling, acrescentou Wang.

(*)  Com informações da Agência Xinhua

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta