Exportações de máquinas geram receita de US$ 8,9 bilhões e caem 11,6% de janeiro a setembro

0

São Paulo – As exportações brasileiras de máquinas caíram 11,6% de janeiro a setembro deste ano se comparadas a igual período do ano passado, segundo dados divulgados pela Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq) nesta quarta-feira (30). A receita com os envios alcançou US$ 8,9 bilhões no acumulado do ano.

Também houve queda nas exportações de setembro. Sobre agosto, as vendas recuaram 19,4% e sobre setembro de 2012 a queda foi ainda maior, de 20,2%. A Abimaq divide as exportações por setores e todos tiveram queda nas exportações no mês passado: componentes para a indústria de bens de capital, máquinas para logística e construção civil, infraestrutura e indústria de base, máquinas para bens de consumo, máquinas para agricultura, máquinas para indústria de transformação e máquinas para petróleo e energia renovável.

No acumulado do ano até setembro, caíram as exportações de componentes para indústria de bens de capital, máquinas para logística e construção civil, para infraestrutura e indústria de base, para bens de consumo, mas aumentaram as vendas das máquinas para agricultura em 8,1%, de máquinas para indústria de transformação em 6% e de equipamentos para petróleo e energia renovável em 8,4%, segundo a Abimaq. Estes setores, porém, representam apenas 8,3%, 6,7% e 6,6%, respectivamente, nos embarques internacionais do segmento.

Entre as regiões do mundo que mais compraram máquinas e equipamentos do Brasil, a América Latina liderou, com US$ 3,4 bilhões, mas suas compras recuaram 13% de janeiro a setembro sobre iguais meses de 2012. Estados Unidos vieram em segundo lugar, com importações de US$ 2 bilhões e recuo de 7,6%, e Europa foi a terceira maior compradora, com US$ 1,8 bilhão e decréscimo de 6,8% nas importações.

O faturamento bruto da indústria de máquinas brasileira cresceu 8% em setembro sobre igual mês do ano passado e ficou em R$ 7,09 bilhões. Já no acumulado dos nove primeiros meses de 2013, a receita bruta alcançou R$ 59,3 bilhões, mas houve queda de 5,3% sobre 2012.

Fonte: ANBA

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta