Exportações de pedras preciosas têm alta de 3,3% e geram receita de US$ 73 milhões em 2018

0

(*) Da Redação

Brasília – O Precious Brazil,um projeto setorial nascido da parceria entre o Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos (IBGM) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), realizou exportações no total de US$ 73 milhões no primeiro semestre do ano, com um aumento de 3,3% em relação ao mesmo período de 2017.

O projeto tem como principal objetivo promover marcas e empresas que queiram expandir seus negócios para o exterior. Desde a sua criação, tem mostrado que todo apoio e serviços oferecidos vêm movimentando a economia do setor e valorizando o país como fornecedor de matéria-prima para a indústria joalheira.

Durante os seis primeiros meses do ano o Precious Brazil apoiou quatro eventos importantes do setor, sendo um na Ásia e três nos Estados Unidos, principal consumidor dos produtos exportados, atingindo um total de mais de US$ 31 milhões de dólares. As pedras preciosas, com exceção dos diamantes, são o principal item de envio ao exterior pelo Precious Brazil e representam 76% do total de matéria-prima exportada.

Segundo Écio Morais, diretor do IBGM, “o projeto é importante para valorizar e promover o Brasil lá fora e é com a ajuda dele que cada vez mais as nossas marcas atingem novos mercados”, afirma.

(*) Com informações da Apex-Brasil

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta