Exportações do DF caem 28,28% de janeiro a agosto

0
187

Última atualização:

Exportações do DF caem 28,28% de janeiro a agosto
Porto de Santos

Brasília (Comex-DF) – As exportações do Distrito Federal de janeiro a agosto totalizaram US$ 81,692 milhões e apresentaram uma queda de 28,28% se comparadas com igual período de 2008. Apesar da redução expressiva das vendas ao exterior, agosto foi, até agora, o mês de melhor desempenho do comércio externo do DF neste ano, com exportações superiores a US$ 16 milhões. Os bens de consumo não duráveis, com vendas no total de mais de US$ 61,3 milhões, foram responsáveis por 71,38% de todo o volume exportado pelo DF. Em segundo lugar apareceram os bens intermediários (principalmente alimentos e bebidas destinados à indústria) que somaram mais de US$ 10,9 milhões.

O grande destaque no comércio exterior do DF nos oito meses iniciais de 2009 foram as exportações de bens de consumo, responsáveis por 75,10% de todo o volume exportado. Ano passado, de janeiro a agosto, as vendas externas desses produtos proporcionaram ao Distrito Federal receita superior a US$ 81,3 milhões.

Na outra ponta da balança comercial, as importações do DF nos oito primeiros meses do ano tiveram um ligeiro crescimento de 0,68%, passando de US$ 676,4 milhões entre janeiro e agosto de 2008 para US$ 681 milhões em idêntico período deste ano.A pauta das importações do DF concentrou-se em três itens principais:  bens de consumo (duráveis e não duráveis) no montante de US$ 276,4 milhões; bens intermediários (insumos industriais, peças e acessórios de equipamentos de transportes, alimentos e bebidas destinados à indústria e bens diversos) somando US$ 266,1 milhões; e bens de capital, com importações no montante de US$ 116,5 milhões. Também contribuíram para o elevado déficit registrado no comércio exterior do Distrito Federal as importações de combustíveis e lubrificantes, da ordem de US$ 22,9 milhões.

UE, o maior fornecedor do DF

Com exportações de mais de US$ 282,7 milhões, a União Européia ocupou o primeiro lugar entre os fornecedores de produtos ao DF, respondendo por 41,51% de todo o volume importado pelos brasilienses. De janeiro a agosto de 2008 os países da UE venderam ao DF US$ 254 milhões (correspondentes a 43,75% das importações do DF).

Isoladamente, os Estados Unidos foram o maior fornecedor de produtos ao DF, com vendas superiores a US$ 282,7 milhões (27,51% das importações locais), contra US$ 173 milhões fornecidos aos brasilienses nos oito primeiros meses de 2008.

Por outro lado, as exportações brasilienses tiveram quatro destinos principais: Oriente Médio, que este ano importaram do DF US$ 26,1 milhões contra importações de US$ 12,4 milhões em 2008, correspondendo a um aumento de 110,26%; Associação Latino-Americana de Integração, Aladi (excluído o Mercosul), com importações no total de US$ 25 milhões e uma queda de 50,49% em relação aos US$ 50,6 milhões importados do DF de janeiro a agosto do ano passado; Ásia (excluído o Oriente Médio) que importou produtos brasilienses totalizando US$ 12 milhões, inferiores em 30,50% aos US$ 17,3 milhões importados no DF de janeiro a agosto de 2009; e União Européia, que nos oito meses iniciais deste ano importou do DF apenas US$ 9,7 milhões, contra US$ 14,2 milhões adquiridos do DF nesse mesmo período de 2008. 

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta