Exportações do DF somam US$ 67 mi com alta de 32,55% de janeiro a junho

0

Brasília (ComexdoBrasil) – As exportações do Distrito Federal seguem em forte alta e de janeiro a junho US$ 67,4 milhões, um aumento de 32,55% em comparação com igual período do ano passado. A média mensal de vendas externas — que era de US$ 8,4 milhões em 2009 — está em US$ 11,2 milhões. Os números foram divulgados pela Federação das Indústrias do DF (Fibra), com base em dados fornecidos pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

Somente no mês passado, o DF exportou US$ 11,9 milhões, um aumento de 41,05% em relação a igual período de 2009. O bom desempenho das exportações reflete principalmente o crescimento das vendas de bens de consumo, com destaque, mais uma vez, para carnes de frango e miudezas. A categoria representou 81% do montante referente aos seis primeiros meses do ano.

Segundo o presidente da Fibra, Antônio Rocha, “Brasília segue a mesma tendência de crescimento do contexto nacional”. Como em meses anteriores, produtos de consumo de bordo, combustíveis e lubrificantes para aeronaves aparecem em segundo lugar no ranking de exportação.

Os números divulgados pelo MDIC mostram que a Venezuela continua sendo, de longe, o principal país de destino das exportações do DF. De janeiro a junho, as empresas brasilienses exportaram US$ 22,3 milhões para o país vizinho, equivalentes a 33,17% de todo o volume exportado pelo DF. De janeiro a junho, as vendas para a Venezuela registraram um aumento de 16,82% em comparação com o volume negociado com aquele país nesse mesmo período de 2009.

O segundo maior parceiro comercial do DF no primeiro semestre foi a Arábia Saudita, com importações no total de US$ 9,4 milhões. Este ano, as exportações brasilienses para o país árabe deram um salto de impressionantes 552,14%, depois de somarem pouco mais de US$ 1,4 milhão de janeiro a junho de 2009.

A relação dos dez principais clientes do DF no exterior é integrada ainda por Portugal (US$ 6,4 milhões), Hong Kong (US$ 5,1 milhões), Emirados Árabes Unidos (US$ 4,9 milhões), Coveite (US$ 3,7 milhões), Estados Unidos (US$ 2m5 milhões), Federação da Rússia (US$ 2,3 milhões), Catar (US$ 1,8 milhão) e Japão (US$ 1,7 milhão).

Importações

Se as exportações brasilienses apresentaram importante crescimento no primeiro semestre, maior ainda foi o aumento das exportações, que saltaram 76,84% de janeiro a junho deste ano em comparação com o mesmo período do ano passado, totalizando U|S$ 902 milhões contra US$ 510 milhões importados no primeiro semestre de 2009.

Apenas no mês de junho, as importações do DF somaram US$ 122,8 milhões, o que representa aumento de 33,58% em relação ao mesmo período do ano passado, quando o montante não passou de US$ 91 milhões. O saldo acumulado de 2010 apresenta um crescimento de 76,85% na comparação com o primeiro semestre de 2009.

Os principais fornecedores do DF foram o Canadá (US$ 265 milhões), Estados Unidos (US$ 160 milhões), Alemanha (US$ 92 milhões), Reino Unido (US$ 75 milhões), Suíça (US$ 56 milhões), Suécia (US$ 27 milhões), China ( 26 milhões), Itália (US$ 25 milhões), México (US$ 17 milhões) e Espanha (US$ 17 milhões).

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta