Exportadores brasileiros já colhem resultados dos eventos em Indianópolis

0
60

Última atualização:

Exportadores brasileiros já colhem resultados dos eventos em IndianópolisDuas semanas depois da disputa das 500 Milhas de Indianápolis na Fórmula Indy, os participantes do Projeto Fórmula Indy, da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), já estão colhendo os primeiros resultados dos esforços de marketing realizados durante a semana da corrida.

O projeto Cafés do Brasil, uma parceria entre a Apex-Brasil e a Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC), criou as condições para que fossem feitos vários contatos importantes. “Tivemos a oportunidade de relacionar-nos informalmente com clientes como Target, Kroger, o time da 7 Eleven e a Sunoco,” disse Alberto Cohen, gerente Comercial do Café Bom Dia nos Estados Unidos.

Alberto também elogiou o desempenho da plataforma de marketing da Apex-Brasil: “Considero que a cada ano que passa o evento está se tornando mais interessante para os possíveis clientes e que continua sendo uma boa oportunidade para as empresas que entendem esse modelo de negócio, porque facilita o acesso a clientes importantes de uma maneira descontraída e informal”, explica.

Para a Wheaton Brasil, esta foi a segunda participação no Projeto Indy com a Apex-Brasil. Desta vez, eles levaram dois clientes, executivos de uma empresa com base em Nova Jersey, que comercializam utilidades domésticas (copos, pratos, aparelhos de jantar, etc.).

“Os clientes se sentiram confortáveis de negociar uma mudança na estratégia em suas vendas, pois ficou claro a potencialidade do Brasil e os investimentos de grandes empresas brasileiras nos Estados Unidos”, disse Phillipe Oliveira, do Departamento de Exportação do Grupo Wheaton Brasil.

Para a Wheaton Brasil a participação nas 500 Milhas de Indianápolis foi de extrema importância. “O cliente está muito confiante para aumentar os negócios com a Wheaton, pode fazer bons contatos com outras empresas brasileiras e já estuda a possibilidade de vir conhecer nossa fábrica usando a estrutura da Apex-Brasil”, diz Phillipe.

Valeska de Oliveira, gerente executiva do Instituto Brasileiro de Frutas (IBRAF), acredita que todos os convidados ficaram muito satisfeitos e encantados com a ação e infraestrutura. “Agora, conhecendo de perto o evento, vamos conseguir certamente planejar futuras ações”, completa.

Jacqueline Mendonça Alves, do departamento de exportações da Mormaii, acredita que o evento foi de grande importância para a companhia. “Conseguimos uma grande exposição da marca, fizemos vários e bons contatos que podem nos render negócios e parcerias nos Estados Unidos em breve. Nossos convidados ficaram impressionados com a organização do evento” afirma Jacqueline.

“A Holmatro, por exemplo, está disposta a nos ajudar na entrada no mercado americano. Outras empresas também demonstraram interesse de conhecer mais profundamente a operação da Mormaii”, conclui a executiva da Mormaii.

Horácio Lira, Diretor de Comércio Exterior da Taiff, aprovou a estrutura montada pela Apex-Brasil. “Evidentemente, o objetivo do evento é desenvolver e estreitar relacionamentos comerciais, mas não posso deixar de comentar que o trabalho de todo o time da Apex-Brasil vai além disso. Nossos convidados, já no primeiro dia de participação, avançaram as negociações de pedidos que tínhamos iniciado meses atrás. Durante a semana, decidimos datas de embarque e as quantidades definidas aumentaram”, comemora.

O Projeto Fórmula Indy

O Projeto Fórmula Indy é desenvolvido pela Apex-Brasil desde janeiro de 2009, com o objetivo de criar uma plataforma de negócios inovadora para promover os produtos e serviços brasileiros nos Estados Unidos É uma parceria com os organizadores da Fórmula Indy, que busca consolidar a imagem do Brasil como um parceiro comercial forte, com conhecimento de mercado e visão estratégica.  Líder na produção de energia limpa e renovável, o Brasil também marca presença na Fórmula Indy por meio da utilização do etanol de cana-de-açúcar como combustível dos carros nas temporadas de 2009 e 2010.

A presença brasileira na Indy se confirma como uma oportunidade diferenciada para facilitar a entrada de produtos e serviços brasileiros nos EUA, sobretudo nas regiões do mercado em que as atividades tradicionais de promoção comercial não atingem os compradores desejados.  “A Fórmula Indy é um esporte mobilizador de diferentes segmentos da opinião pública e, além do contato com as grandes corporações que participam do evento, proporciona grande visibilidade às empresas brasileiras integrantes do projeto, com uma alta exposição de marcas, produtos e serviços, fortalecendo a imagem do Brasil no mercado norte-americano” afirma o presidente da Apex-Brasil, Alessandro Teixeira.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Apex-Brasil

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta