Feira Internacional de Argel abre oportunidades de negócios para empresas brasileiras

0

São Paulo – A Argélia promove de 28 de maio a 02 de junho deste ano mais uma edição da Feira Internacional de Argel, na capital do país. A mostra multissetorial é uma oportunidade para empresas estrangeiras e nacionais apresentarem seus produtos e serviços ao mercado argelino e aos países da região. Essa é a 49ª edição da exposição e as inscrições para companhias e instituições interessadas em expor estão abertas.

No ano passado, a mostra recebeu 1.385 expositores, segundo informações divulgadas no site da Safex, empresa pública argelina encarregada da organização da mostra, e também pela embaixada da Argélia em Brasília.

Cerca de 30 países estiveram representados na exposição de 2015 e foram montados 25 pavilhões de nações como Turquia, França, Alemanha, Itália, Portugal, Polônia, Japão, China, Índia, Irã, Malásia, Egito, Líbia, Tunísia, Jordânia, Palestina, Cuba, Chile, Estados Unidos, Senegal, entre outros.

Entre os setores que participam da mostra estão os de alimentos, têxtil, de móveis e decoração, energia, química e petroquímica, mecânico, de metalurgia e siderurgia, de elétrica e eletrônica, de máquinas e equipamentos, de obras públicas, construção e materiais de construção.

Segundo a organização, a economia argelina está passando por mudanças profundas que tendem para a diversificação das suas atividades, o que oferece um ambiente favorável para contatos e intercâmbio profissional, além de abrir oportunidades de parcerias benéficas para argelinos e empresas estrangeiras.

A Argélia tem sua economia baseada principalmente na produção de petróleo e gás, mas vem trabalhando para diversificar as fontes de renda. O país tem comércio significativo com o Brasil. Os brasileiros compram principalmente produtos petrolíferos argelinos e vendem para a Argélia principalmente commodities agrícolas.

Nos dois primeiros meses deste ano, o Brasil exportou US$ 641 milhões em mercadorias para a Argélia. Quase a totalidade desse valor foi em vendas de açúcar e milho. Mas também houve vendas de outros produtos como carnes, autopeças, café e óleo de soja. Os argelinos faturaram com vendas ao mercado brasileiro entre janeiro e fevereiro US$ 555 milhões, principalmente em petróleo, gás e fertilizantes. Houve queda nas exportações argelinas para o Brasil, mas aumento nas vendas brasileiras para a Argélia.

Empresas do Brasil como Minerva, Randon, Grendene, Docol, Tigre e Andrade Gutierrez já participaram em edições anteriores da Feira Internacional de Argel. Na edição de 2015, a mostra recebeu 200 mil visitantes.

Serviço:
Feira Internacional de Argel
De 28 de maio a 02 de junho de 2016
Palais des Expositions – Argel – Argélia
Mais informações: http://www.safex.dz/fr/manifestations/manifestations-en-algerie-2016/item/276-fia-49eme-foire-international-d-alger.html

 

Fonte: ANBA

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta