Ícone do Vale dos Vinhedos: Miolo Lote 43 Safra 2018, o quarto lendário da Miolo

0
782

Última atualização:

Bento Gonçalves  (RS) – O quarto rótulo da série The 2018´s Seven Legendaries of Miolo – os Sete Lendários” é o grande ícone da marca no Vale dos Vinhedos, o Miolo Lote 43. Elaborado a partir das uvas Merlot e Cabernet Sauvignon, selecionadas manualmente, este vinho é um corte harmônico feito pelo enólogo da família, Adriano Miolo. Com alto poder de guarda, este vinho também carrega o selo de Denominação de Origem Vale dos Vinhedos (DOVV), além de vegano e livre de alergênicos. São 84 mil garrafas que testemunham o que o enólogo Adriano Miolo afirma: “2018 é a melhor safra da história da Miolo”.

Feito somente em safras excepcionais, o Miolo Lote 43 foi criado para homenagear o patriarca Giuseppe Miolo e se tornou emblemático. Esta será a oitava safra do vinho. O rótulo foi lançado nas safras 1999, 2002, 2004, 2005, 2008, 2011, 2012 e agora 2018. “Todo nosso amor ao vinho e à história da família Miolo está engarrafado neste vinho, que simboliza todo legado passado de geração a geração”, celebra Adriano Miolo.

Impossível falar da Miolo sem falar do Lote 43. A história deste grande vinho começou ainda em 1897, quando Giuseppe cruzou o Atlântico vindo da Itália. Ao chegar no Vale dos Vinhedos, ao se estabelecer no Lote 43, onde plantou as primeiras mudas de videiras. Provavelmente, ele não imaginava o que seus filhos, netos e bisnetos fariam nas décadas seguintes. Hoje, 31 anos após a fundação da Vinícola Miolo, o Lote 43 se tornou o retrato de uma saga de pioneirismo que ampliou as fronteiras do vinho no Brasil e no mundo. A partir do Lote 43, a Miolo criou grandes ícones e viveu importantes momentos, transformando a empresa na maior produtora de vinhos finos do país, chegando a mais de 30 países de todos os continentes e acumulando mais de mil premiações internacionais.

Quem visita a unidade da Miolo no Vale dos Vinhedos tem a oportunidade de não apenas conhecer como também caminhar entre as fileiras de espaldeiras deste vinhedo que majestosamente cerca a vinícola. No tour, também é possível passear pelas caves subterrâneas onde o vinho já engarrafado adormece, aguardando o momento ideal para ir ao mercado. A experiência se completa no varejo, podendo tanto degustar quanto adquirir o vinho.

O vinho

De cor rubi muito intensa e profunda, tem superior intensidade aromática, com notas de ameixa, tabaco, trufas, cacau, cravinho, além de sutis e elegantes aromas terciários. Apresenta elevada estrutura e bom volume de boca, com taninos redondos que, aliados à adequada acidez gerada pela fruta com excelente maturação, conferem ao seu desfrute um singular frescor e ímpar equilíbrio. A temperatura ideal para degustação é de 16ºC a 18ºC.

O Miolo Lote 43 harmoniza muito bem com a praticidade da culinária italiana e o requinte da culinária francesa. Pela sua complexidade de aromas e textura macia, pede pratos igualmente sofisticados, com ingredientes nobres. Assados de carnes de caça, o churrasco gaúcho, em especial o espeto de medalhões de picanha, e as carnes com certo teor de doçura, alta maciez e suculência, realçam o seu brilho.

Os Sete Lendários

A Safra 2018 será compartilhada na taça através do lançamento dos  ‘Sete Lendários’ da Miolo. The 2018´s Seven Legendaries of Miolo. Os sete grandes vinhos serão lançados ao longo do primeiro semestre de 2020. São rótulos ícones das quatro regiões onde a marca está presente com vinhedos e unidades de produção: Miolo – Vale dos Vinhedos (RS), Terranova – Vale do São Francisco (BA), Fortaleza do Seival / Candiota – Campanha Meridional (RS) e Almadén / Santana do Livramento, Campanha Central (RS).

“Nos 30 anos da Miolo, podemos dizer que tivemos duas grandes safras, a de 2005 e a de 2018. Ambas foram semelhantes climatologicamente, porém muito diferentes do ponto de vista tecnológico. 2018 é, com certeza, a melhor safra da nossa história. Por isso, nós a chamamos de Lendária”, comemora Adriano Miolo. Ele explica, ainda, que a Safra 2018 ficará na história da Miolo, pois a vinícola produzirá todos os seus grandes vinhos elaborados, exclusivamente, em safras excepcionais. “Uma safra de qualidade como esta vem para coroar todo o trabalho de dedicação e inovação que foi realizado ao longo dos anos em prol da melhoria da qualidade”, afirma Adriano Miolo.

Lançamentos Safra 2018

  1. Miolo Merlot Terroir – Miolo / Vale dos Vinhedos
  2. Testardi Syrah – Terranova / Vale do São Francisco
  3. Quinta do Seival Cabernet Sauvignon – Seival / Campanha Meridional
  4. Miolo Lote 43 – Miolo / Vale dos Vinhedos
  5. Quinta do Seival Castas Portuguesas – Seival / Campanha Meridional
  6. Sesmarias – Seival / Campanha Meridional
  7. Vinhas Velhas Tannat – Almadén / Campanha Central

(*) Com informações da Miolo

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta