Imbcomex reúne 100 agentes econômicos ligados ao comércio exterior e à logística visando ampliar operações no porto de Imbituba

0

Imbituba (SC) – Na última quarta-feira (23), o Porto de Imbituba foi palco de mais uma edição do Imbcomex, Encontro de Negócios Portuários, reunindo 100 agentes econômicos ligados ao comércio exterior, à logística multimodal e à cadeia de suprimentos. A iniciativa é promovida desde 2017 pelo Núcleo de Comércio Exterior da Associação Empresarial de Imbituba (ACIM COMEX) e tem a SCPAR Porto de Imbituba, administradora do Porto, como coorganizadora.

“O objetivo é fomentar a discussão e fornecer informações estratégicas à tomada de decisão mercado, mostrando as potencialidades do Porto de Imbituba e seu entorno com soluções logísticas e oportunidades de negócio que também alavanquem o desenvolvimento regional”, destaca Fábio Riera, diretor-presidente da SCPAR Porto de Imbituba.

Divulgação

O gestor conduziu a palestra de abertura, abordando as características, resultados operacionais e direcionamento estratégico do Porto para os próximos anos, com melhorias em infraestrutura e perspectivas de otimização da área portuária.

Dentre as melhorias previstas, está a recuperação e reforço do Cais 3, cuja obra teve suas Ordens de Serviço para execução e fiscalização assinadas em ato simbólico durante o evento. O investimento de cerca de R$ 95 milhões começará a ser executado a partir do dia 2 de janeiro de 2023.

A viabilidade de transporte, principalmente de commodities, via BR-285 e com um terminal rodo-ferroviário dentro do Porto, foi debatida por Cristiano do Carmo, diretor do Master Group e vice-presidente de Finanças e Patrimônio na Associação das Empresas Cerealistas do Estado do Rio Grande do Sul (ACERGS) e por Luís Mário Novochadlo, diretor de Operações da Ferrovia Tereza Cristina, no painel mediado por Rui Roberti, chefe do departamento Comercial e Regulatório da SCPAR. A rodovia criará um corredor logístico com o Rio Grande do Sul, facilitando o escoamento de cargas.

Divulgação

Na sequência, o presidente Sindicato dos Operadores Portuários de Imbituba (Sindop), Gilberto Barreto, mediou o painel sobre as perspectivas para o mercado de carga geral, integrado por Marcelo Salles, consultor e engenheiro de Portos, Logística e Vias Navegáveis, e Paulo Corsi, sócio-proprietário da Aport Terminais Portuários e CEO da SulGesso.

A dobradinha da XP Investimentos, com Rafael Furlanetti, sócio-diretor Institucional, e o economista Rodolfo Margato, abordou o cenário econômico brasileiro, em uma conversa mediada por Erick Isoppo, CEO da IDB do Brasil Trading.

O último painel trouxe os aspectos do novo marco regulatório das Zonas de Processamento de Exportação (ZPEs), com os benefícios concedidos às empresas que se instalarem nesse local. A conversa foi mediada pelo professor Neri dos Santos, e liderada por Marcos Sabino, secretário executivo de Gestão Portuária da SCPAR Holding e diretor técnico da IAZPE, e Cristiane Pacheco Domingos, analista tributária da Receita Federal e membro da Comissão Regional de Alfandegamento de Locais e Recintos do Estado de SC (CORESC).

Divulgação

O Imbcomex contou também com uma visita guiada à área de cais e aos terminais do Porto, com recepção de representantes dos arrendatários Fertisanta, Santos Brasil e Consórcio Sul Minas (Sul Norte Logística e Grupo Minas Gusa).

(*) Com informações da SCPAR Porto de Imbituba

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta