LATAM For Business tem mais de 400 rodadas de negócios e aproxima empresários do Brasil e AL

0
288

Última atualização:

Da Redação

LATAM For Business tem mais de 400 rodadas de negócios e aproxima empresários do Brasil e AL
Foto: Geisa Pimentel

São Paulo –  Mais de 400 rodadas de negócios envolvendo representandes de empresas exportadoras brasileiras e de importadoras de países como o Equador, Bolívia, Chile, Colômbia, México, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela proporcionando um volume de negócios expressivo, além de proporcionar um ambiente bastante propício  para uma abrangente troca de opiniões e informações sobre perspectivas de comércio e investimentos na América Latina. Estes foram alguns dos principais resultados gerados pelo LATAM For Business “Desafios Econômicos para a Próxima Década”, realizado nesta quarta-feira (25) em São Paulo.

O evento, promovido pelo World Trade Center São Paulo Business Club (WTC) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção das Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) em estreita colaboraçao com o Instituto de Promoção de Exportações e Investimentos do Equador (Pro Ecuador) contou com a participação de mais de 500 pessoas de cerca e 20 países  e  um total de 18 palestrantes.

LATAM For Business tem mais de 400 rodadas de negócios e aproxima empresários do Brasil e AL
Foto: Geisa Pimentel

Na opinião do vice-presidente executivo do WTC São Paulo Business Club, Sérgio Frota, “o evento superou a mais otimista das expectativas e isso pode ser atestado pelo número expressivo de  participantes e de negócios entabulados durante as mais de 400 rodadas de negócios e pela atmosfera reinante durante todo o evento”.

Com relação aos resultados gerados pelas rodadas de negócios realizadas na terça-feira (24), véspera do LATAM For Business, Sérgio Frota afirmou que “ainda é cedo para se falar em termos de números. As conversações mantidas pelos empresários durante as rodadas foram bastante promissores e muitos negócios foram fechados. Outros negócios foram bem encaminhados e devem  ser concretizados mais adiante. Além disso, é dificil falar em números pelo simples fato de que o empresário brasileiro normalmente evita falar sobre números de negócios. O importante é que os resultados gerados pelas rodadas realizadas pela Apex-Brasil reunindo exportadores brasileiros e importadores de diversos paises da América do Sul foram bastante positivo e estamos muito otimistas com os números que serão conhecidos nas próximas semanas”.

LATAM For Business tem mais de 400 rodadas de negócios e aproxima empresários do Brasil e ALEssa mesma avaliação positiva do LATAM For Businesse foi feita por Alexis Villamar,. chefe do Escritório Comercial do Equador em São Paulo (o Pro Ecuador), co-organizador do evento em São Paulo. Segundo Alexis Villamar, “o evento foi uma excelente oportunidade para o Equador aprentar aos empresários brasileiros as grandes oportunidades que o país oferece em termos de comércio e investimentos e intensificação de vínculos com o Brasil. Durante o evento, o embaixador Horacio Sevilla Borja fez uma ampla explanação sobre o assunto e discorreu sobre a situação econômica no Equador, os projetos que vêm sendo executados pelo governo do presidente Rafael Caldera nas áreas de infraestrutura, educação, saúde e desenvolvimento. Os empresários brasileiros tiveram a oportunidade de conhecer um país em franco progresso e que vem alcançando importantes conquistas nos campos econômico e social”.

O evento realizado em São Paulo foi o primeiro de série anual For Business, programado pela instituição com o objetivo de ampliar o acesso a informações estrategicas sobre mercados internacionais e promover o debate de temas ligados ao comércio, investimentos e cooperação entre os países a América Latina.

LATAM For Business tem mais de 400 rodadas de negócios e aproxima empresários do Brasil e AL
Foto: Geisa Pimentel

O LATAM For Business constou de uma série de paineis, o primeiro deles sob o título “Desafios da Competitividade na América Latina: Quais são as estratégias necessárias para destravar a produtividade e assegurar um crescimento regional de longo prazo?”.  Personalidades como Miguel Dau (GRU Airport), Sofia Esteves (DMRH) e Jacques Marcovitch  (FEA-USP) debateram os tópicos “A competitividade da América Latina frente ao ecnário econômico mundial” e “Panorama em Infraestrutura, Capital Humano, Capacidade de Inovação”

Um seguno painel teve como tema “Atualização Sobre as Economias Emergentes e Oportunidades de Negócios na América Latina”, que contou com a participação de Luis Castañeda (Grupo La Fuente), Juan Carlos Gonzalez (Pro Colombia) e Victor Jurado (Pro Ecuador). Durante o painel houve uma apresentação para líderes empresariais sobre a Difusão das Oportunidades de Negócios por parrte de Empresas e Órgãos de Promoção de Comércio e Investimentos na Bolívia, Colômbia e Equador.

Na sequência, Sérgio Frota (WTC São Paulo e Forta Lauderdale) e o Ministro Conselheiro para Assuntos Comerciais da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, Enrique Ortiz, falaram sobre o “Papel dos Estados Unidos para a Expansão de Empresas Latino-Americanas” e sobre o ambiente de negócios nos Estados Unidos e as facilidades oferecidas aos empresários latino-americanos interessados em investir no país.

“Fazendo Negócios na América Latina: O que é necessario para que as empresas ampliem a participação regional e global?”foi outro tema debatido no evento e foram apresentados cases e debates sobre competências fundamentais para o sucesso na região, estratégias de acesso aos diferentes mercados e iniciativas de suporte e internacionalização.

LATAM For Business tem mais de 400 rodadas de negócios e aproxima empresários do Brasil e ALApós a apresentação de um tópico sobre Novas Oportunidades e Desafios no Comércio entre o Equador e o Brasil, que contou com a participação do Embaixador Horácio Sevilla Borja, foi realizado o painel “O que buscam os investidores internacionais na América Latina”, com a apresentação e debate sobre os seguintes tópicos: Drivers de investimentos na América Latina; Perfis de empresas desejados; As  oportunidades de investimentos nos setores estratégicos no Equador –  Como uma empresa regional pode captar investimentos no mercado internacional? Os temas foram apresentados por Piero Minarde (Warburg Pincus), Marcelo Fedak (The Blackstone Group) e Ana Paula de Castro (Merrill Datasite).

Para concluir a programação, um painel envolvendo a participação de dois palestrantes do mais alto nível: Marcos Troyjo (BRICs Lab Columbia) e Ozires Silva (WTC São Paulo). A eles coube falar sobre “Os Caminhos para Acelerar o Crescimento Econômico na Próxima Década”, com apresentação e debate sobre os seguintes tópicos: Como os decisores políticos e empresários estão respondendo às mudanças e atuais riscos econômicos? O Impacto da Parceria Transpacífico”.

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta