Líder no mercado nacional, gaúcha Master Power busca expandir exportações para países árabes



Última atualização: 25 de Junho de 2018 - 09:43
0
109

São Paulo – A empresa brasileira Master Power, de turbos para veículos, exporta para os países árabes há mais de dez anos, e pretende expandir o negócio nestes países nos próximos anos, principalmente para a Arábia Saudita, mercado mais recente.

Reprodução/Facebook
Sede da empresa fica em São Marcos, RS

Egito, Marrocos, Jordânia, Arábia Saudita, Iraque e Emirados Árabes Unidos são os países árabes para onde a Master Power vende diretamente. Indiretamente, através dos Emirados, a companhia alcança também o Iêmen e Omã, e já exportou para a Síria.

Em entrevista por telefone à ANBA, o coordenador de comércio internacional Gustavo Borghetti contou que o Irã é seu maior cliente internacional, com 20% do total exportado. O Egito vem em quinto lugar, atrás da Argentina, Colômbia e Rússia. Juntos, os países árabes somam 15% do total exportado pela empresa, e as exportações representam 30% do negócio, vendendo para um total de 52 países.

“Temos a intenção de aumentar as vendas para todos os países árabes, principalmente a Arábia Saudita, mercado mais recente. Os negócios têm crescido bastante para os Emirados, Iraque e Egito nos últimos anos, e todos os árabes são países importantes para nossas exportações, inclusive nós temos participado nos últimos anos da feira Automechanika em Dubai, nos Emirados, uma das mais importantes do setor na região”, contou Borghetti, que é neto do fundador da empresa, Nelson Borghetti.

Os negócios da Master Power com o Iraque são assessorados pela Lipaco, comercial exportadora que intermedia negócios principalmente entre empresas brasileiras e árabes.

Líder de mercado no Brasil, a Master Power conta com representantes em quase todos os estados, com exceção de Amazonas, Roraima e Amapá. A companhia com sede em São Marcos, no Rio Grande do Sul, tem 52 anos e começou como oficina; em meados dos anos 1970 começou a fabricar turbos, acessórios que reduzem emissões, melhoram a potência e otimizam o consumo dos veículos. Hoje, fornece o produto para caminhões, ônibus, barcos, tratores e maquinários agrícolas, veículos de passeio, vans e caminhonetes.

(*) Com informações da ANBA

Comentários

Comentários

Deixar uma resposta