Ministro da Bélgica vem a Brasília tratar de comércio exterior, investimentos e política externa

0

Da Redação

Brasília – O ministro dos Negócios Estrangeiros, Comércio Exterior e Assuntos Europeus da Bélgica, Didier Reynders, realiza visita oficial ao Brasil hoje(1) e amanhã. Nesta segunda-feira ele terá encontro de trabalho com o ministro das Relações Exteriores, Antonio de Aguiar Patriota. O Ministro Reynders também se reunirá com o ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, e com o presidente da Câmara dos Deputados, Deputado Henrique Alves.

Os Chanceleres examinarão os principais temas da agenda bilateral, inclusive fluxos de comércio e investimentos, educação, ciência, tecnologia e inovação. Serão tratadas, também, as perspectivas para aprofundar a parceria bilateral nos setores de infraestrutura e logística. Os ministros do Brasil e da Bélgica trocarão impressões acerca das negociações para um acordo de associação entre o Mercosul e a União Europeia.

Temas da atualidade internacional também farão parte da agenda dos chanceleres do Brasil e da Bélgica. Assim, eles examinarão, entre outros assuntos, a reforma das instituições de governança global e temas da agenda de paz e segurança internacionais, entre os quais a situação na República Democrática do Congo, no Mali e no Oriente Médio. Falarão também sobre a candidatura do embaixador brasileiro Roberto Azevedo à sucessão de Pascal Lamy no cargo de Diretor-Geral da Organização Mundial de Comércio (OMC).

No encontro com o ministro Fernando Pimentel, o ministro Didier Reynders tratará basicamente do intercâmbio comercial bilateral. Em 2012, o comércio entre Brasil e Bélgica atingiu US$ 5,8 bilhões, com exportações brasileiras no montante de US$ 3, 741 bilhões e vendas belgas no valor de US$ 2,074 bilhões. Ano passado, o Brasil teve um superávit de US$ 1,667 bilhão.

Este ano, nos meses de janeiro e fevereiro, o Brasil exportou para a Bélgica mercadorias no total de US$ 538 milhões e importou US$ 275 milhões em produtos belgas. No período, as exportações brasileiras tiveram uma forte queda de 23,49%, enquanto as exportações da Belga estiveram praticamente estáveis, com um pequeno crescimento de 0,13%.

As questões do comércio bilateral belgo-brasileiro e também a candidatura brasileira na OMC também figurarão na agenda das conversas entre o ministro Fernando Pimentel e o ministro Reynders. Eles  abordarão ainda temas ligados aos investimentos nos dois países e procurarão analisar maneiras de aumentar as inversões bilaterais. Em 2012, empresas belgas investiram US$ 656 milhões no Brasil e empresas brasileiras investiram US$ 582 milhões na Bélgica.

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta